Topo

César Maia oficializa candidatura ao Senado com apoio do PMDB no Rio

Sérgio Lima/Folhapress
O vereador César Maia, que já foi prefeito do Rio e é um dos líderes do Democratas, oficializa sua candidatura ao Senado Imagem: Sérgio Lima/Folhapress

Do UOL, no Rio

2014-06-25T16:42:54

25/06/2014 16h42

O vereador César Maia, que já foi prefeito do Rio e é um dos líderes do Democratas, oficializou nesta quarta-feira (25) a sua candidatura ao Senado na chapa do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), que tentará a reeleição em outubro. Para que Maia saísse candidato, o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) precisou abrir mão do pleito para o Senado.

A aliança entre PMDB e DEM foi anunciada na última segunda-feira (23), dois dias depois de o PT --que terá como candidato ao governo do Estado o senador Lindbergh Farias-- selar uma aliança com o PSB, cujo candidato ao Senado será o ex-jogador Romário.

Além do apoio do DEM, a chapa encabeçada por Pezão conta com lideranças do PSDB e do PPS, partidos da base do presidenciável Aécio Neves (PSDB). A coligação costurada pelo PMDB já conta com 15 partidos.

Tradicional opositor do PMDB no Rio, César Maia afirmou há pouco mais de uma semana que não abriria mão de sua candidatura ao governo estadual em prol da adesão de seu partido à chapa do PMDB, como queria Aécio. A oferta da vaga na disputa ao Senado e a interferência do presidenciável do PSDB o fizeram mudar de ideia.

O movimento sela de vez a aproximação de Aécio com o PMDB no Rio, em um desdobramento da chapa informal apelidada de "Aezão", que defende a candidatura de Aécio à Presidência e de Pezão ao governo do Rio.

O governador Pezão e o ex-governador Cabral, no entanto, vêm afirmando que mantêm a aliança com a presidente Dilma Rousseff e o PT. Dilma virá ao Rio no próximo fim de semana para a inauguração do Arco Metropolitano ao lado de Pezão. (Com "Valor")

Mais Política