'Vocês terão de colocar a mão no bolso', diz Lula no Rio de Janeiro

Paula Bianchi

Do UOL, no Rio

  • Divulgação - 20.jun.2016/Facebook Jandira Feghali

    Lula no palco com a cantora Beth Carvalho (centro) no lançamento da pré-candidatura a prefeita da deputada federal Jandira Feghali (dir.), no Rio de Janeiro

    Lula no palco com a cantora Beth Carvalho (centro) no lançamento da pré-candidatura a prefeita da deputada federal Jandira Feghali (dir.), no Rio de Janeiro

Com o fim do financiamento empresarial, os militantes terão de colocar a mão no bolso e ajudar os seus candidatos. Esse foi o principal argumento do ex-presidente Lula em seu discurso feito na noite desta segunda-feira (20) em evento de lançamento do da pré-candidatura da deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) à Prefeitura do Rio de Janeiro. O ex-presidente disse que quer um grande engajamento nas campanhas de candidatos chamados "progressistas" a partir de agora.

Durante o ato, realizado na Fundição Progresso, no centro da capital fluminense, Lula disse que as eleições municipais de 2016 serão "históricas" por serem as primeiras desde o veto ao financiamento empresarial de campanha. "Este é um momento importante, porque é a primeira eleição sem financiamento empresarial. Isso significa que depois de bater palma vocês vão ter que tirar a mão do bolso e contribuir para a campanha. Vamos começar uma nova experiência política nesse país, sem financiamento.

Lula disse ainda se orgulhar de ter participado dos esforços para tornar o Rio a sede dos Jogos Olímpicos de 2016. "Espero que os atletas possam ganhar a quantidade de medalha que possam conseguir. Mas se não ganhar nenhuma medalha, não tem problema. A medalha mais importante é mostrar que temos direitos e somos cidadãos de primeira classe e que não devemos nada a nenhum país", afirmou.

Está é a segunda visita de Lula ao Rio em menos de um mês. No dia 7 o ex-presidente participou de um ato organizado pelas centrais sindicais.

Já Jandira elogiu a presença do ex-presidente e disse que pretende defender o seu legado e o da presidente afastada, Dilma Rousseff. "Quem tem Lula numa campanha ganha a eleição no Rio de Janeiro. Não tenho dúvidas."

Ela também criticou o que classificou como "fascismo" a onda de denúncias contra políticos. "Nesta luta há características do fascismo. Intolerância contra os que pensam diferente. A propaganda que tenta transformar mentiras em verdade. A violência contra as minorias."

RECEBA NOTÍCIAS DE POLÍTICA PELO WHATSAPP

O UOL agora manda notícias de política diretamente para o seu WhatsApp.

Para se cadastrar, basta adicionar nosso contato à agenda do seu celular e enviar para ele o código da editoria:

1) adicione este número à agenda do seu telefone: +55 (11) 97532-1358 (não esqueça do "+55")

2) envie uma mensagem para este número por WhatsApp, escrevendo só: brasil3000

Em alguns dias você vai passar a receber as informações. E o melhor: totalmente grátis. O sistema é automático e enviará somente notícias das editorias em que você se cadastrar -- neste caso, de política.

Atenção: o cadastro só funciona se você digitar corretamente o código, sem espaços.

IMPORTANTE: Não envie SMS ou faça ligações para o números acima. O nosso sistema aceita apenas mensagens de WhatsApp.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos