Petrobras

Terminal em Rondonópolis (MT) prevê 13 tanques de combustíveis

Guilherme Azevedo e Rodrigo Mattos

Do UOL, em São Paulo e no Rio

  • Divulgação

    O projeto do centro de distribuição de combustíveis, para a BR Distribuidora

    O projeto do centro de distribuição de combustíveis, para a BR Distribuidora

O terminal de distribuição de combustíveis em Rondonópolis (MT) está sendo construído para a BR Distribuidora no modelo "built to suit". Quer dizer, o projeto é erguido do zero segundo as instalações e medidas solicitadas pela subsidiária da Petrobras, com o compromisso contratual de a estatal locá-lo por 20 anos mediante contrato de locação atípica.

A BR Distribuidora, portanto, não é a proprietária do empreendimento, apenas sua inquilina. Em Rondonópolis, o aluguel só deverá começar a ser pago depois de 28 meses da assinatura do contrato, com a entrega completa da obra. O valor da locação anual foi estipulado em R$ 26,9 milhões.

A construtora WTorre é a responsável geral pelo contrato e executa e fiscaliza as obras do terminal, que têm a participação de uma série de empresas subcontratadas para serviços específicos, como montagem. A WTorre tem a obrigação de entregar o terminal já pronto e em operação.

Uma obra do setor de óleo e gás é sempre complexa, pois deve obedecer a uma série de normas de qualidade e segurança que se torna ainda mais rigorosa quando o contratante é a Petrobras. A estatal e suas subsidiárias normalmente cobram mais rigor que o mercado como um todo.

Conforme o projeto, são 13 tanques de combustíveis, que têm capacidade para armazenar 41,92 milhões de litros, e um tanque de incêndio. O empreendimento é bimodal e tem acessos para operação de carga e descarga por via rodoviária e ferroviária.

O terminal foi projetado com a função de receber e armazenar combustíveis trazidos do polo petroquímico da Petrobras em Paulínia (SP) via trem, para dali ser distribuído para as regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil por caminhão.

Mesmo com os conflitos entre WTorre e BR Distribuidora, as obras seguem sem interrupções, com a presença de 200 trabalhadores. O avanço da execução se aproxima de 70% do total, e a expectativa é de que os trabalhos se encerrem em março de 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos