Os investigados do PTC

Do UOL, em São Paulo

 

Reuters/Ueslei Marcelino/2,dez.2016

Fernando Collor de Mello, senador por Alagoas

Delatores: Fernando Luiz Ayres da Cunha Santos Reis e Alexandre José Lopes Barradas
Suspeitas: Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht teria pago R$ 800 mil para a campanha eleitoral de Collor ao Senado em 2010 em troca de vantagem indevida, notadamente na área de saneamento básico
Crimes: corrupção passiva e corrupção ativa
Outro lado: o senador negou haver recebido da Odebrecht "qualquer vantagem indevida não contabilizada na campanha eleitoral de 2010"

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos