Prédio do Ministério do Trabalho é evacuado após ameaça de bomba

Do UOL, em São Paulo

  • Kleyton Amorim/UOL

    24.mai.2017 - Prédio do Ministério do Trabalho fica danificado e pichado após ser atacado por manifestantes durante protesto em Brasília

    24.mai.2017 - Prédio do Ministério do Trabalho fica danificado e pichado após ser atacado por manifestantes durante protesto em Brasília

O prédio do (MTE) Ministério do Trabalho e Emprego foi evacuado por agentes da Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (25), em Brasília, por causa de uma ameaça de bomba. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do MTE. Os funcionários foram retirados do prédio por volta das 10h30.

As atividades no edifício foram retomadas e normalizadas assim que se confirmou ser falsa a ameaça. O MTE não soube informar o que deu origem à suspeita de que havia uma bomba no local, nem em que parte do prédio se deu a ocorrência.

A Polícia Federal, no entanto, desmentiu a suspeita de ameaça de bomba. Através de sua assessoria de imprensa disse que não foi acionada "para atuar em qualquer ameaça de bomba na Esplanada dos Ministérios" e que as equipes de peritos estavam no local para realizar perícias sobre os danos causados pelos confrontos da tarde dessa quarta-feira (24).

A ameaça de bomba ocorre um dia após um violento protesto que destruiu parte da Esplanada dos Ministérios, em Brasília. A manifestação na tarde desta quarta que reuniu 35 mil manifestantes, segundo a Polícia Militar do Distrito Federal.

Além de terem vidraças quebradas, vários os prédios da Esplanada foram pichados. "Polícia assassina, verme e fascistas", dizia um trecho das mensagens. Diversas paradas de ônibus, com paredes de vidro, também foram destruídas.

Os ministérios da Cultura, Trabalho, Tecnologia, Integração Social, Saúde, Fazenda, Planejamento, Minas e Energia e um dos cartões postais da cidade, a Catedral, foram depredados.

Jéssica Nascimento/UOL
Militar faz a segurança de prédio depredado durante protesto da quarta-feira (24) na Esplanada dos Ministérios, em Brasília

Dois, dos oito prédios, foram incendiados. Armados, soldados do Exército também fizeram cordões de segurança entre os locais. O presidente Michel Temer (PMDB) havia autorizado, por decreto, o uso de tropas das Forças Armadas para fazer a segurança dos prédios públicos da Esplanada, mas revogou a medida na manhã desta quinta após críticas da oposição, da base aliada e do Judiciário.

Jéssica Nascimento/UOL
Servidores ajudam a limpar pichações em fachada de ministério, em Brasília

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos