Temer promete R$ 2 bi a municípios, mas recurso depende de aval do Congresso

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

  • Adriano Machado/Reuters

O presidente Michel Temer (PMDB) assinou nesta sexta-feira (29) uma medida provisória para a liberação de R$ 2 bilhões em recursos extra para os municípios. O dinheiro será distribuído em 2018, de acordo com as regras de repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).

Segundo divulgou o Palácio do Planalto, os recursos são para atender "dificuldades financeiras emergenciais" dos municípios e devem ser usados "preferencialmente" em saúde e educação. Não há proibição de uso do dinheiro em outras áreas.

A liberação dos recursos, no entanto, depende de aprovação pelo Congresso Nacional de projeto que altera o Orçamento 2018, para que seja especificado qual será a fonte dos recursos, segundo explicou hoje o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB).

"Precisa a aprovação do PLN [Projeto de Lei do Congresso Nacional], mas nós temos certeza que esse PLN vai ser aprovado", disse Marun.

"Nós não estamos aqui para cometer qualquer ato que já levou inclusive a grandes questões no Brasil, a gente esquecer que existe uma lei orçamentária que tem que ser cumprida", afirmou o ministro.

A expectativa do governo, segundo Marun, é que o projeto seja enviado na volta do recesso do Congresso, em fevereiro, e que possa ser votado até março.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos