PUBLICIDADE
Topo

Política

Com Temer presente no STF, Barroso faz discurso com crítica à corrupção

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

13/09/2018 18h02

Durante a posse do ministro Dias Toffoli como presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Luís Roberto Barroso fez um forte discurso de combate à corrupção.

Falando como representante dos ministros do tribunal, Barroso dedicou boa parte do discurso à importância do combate à corrupção e afirmou acreditar que o país vive um momento de "refundação".

"O Brasil vive um momento difícil, abalado por uma tempestade, política, econômica e ética", disse. "Estou convencido de que vivemos um momento de refundação do país. Há na sociedade civil uma imensa e emocionante demanda por integridade, por idealismo e por patriotismo", afirmou Barroso.

O ministro disse ver como desafio um "pacto oligárquico de saque ao Estado" e afirmou que "a última causa que nos resta é empurrar a corrupção para a margem da história", disse Barroso.

posse toffoli - Dida Sampaio/Estadão Conteúdo - Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
Dias Toffoli beija a ministra Cármen Lúcia, observado por Michel Temer, durante sua posse como presidente do STF
Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O discurso do ministro foi feito na presença do presidente Michel Temer (MDB), que é alvo de dois inquéritos por corrupção no STF e sentou-se ao lado de Toffoli na cerimônia. Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), também ocuparam assentos no plenário do Supremo. Barroso é relator de um dos inquéritos que investiga Temer, o do caso dos Portos.

Com 50 anos, Toffoli é o ministro mais novo a assumir o posto. Ele se tornou ministro do STF em 2009, nomeado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Antes de ingressar no Supremo, Toffoli chefiou a AGU (Advocacia-Geral da União). Já no STF, foi também ministro do TSE, tribunal que presidiu entre 2014 e 2016.

Política