Topo

Tentam manipular e desinformar, diz Bolsonaro sobre críticas a governadores

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

20/07/2019 16h15Atualizada em 21/07/2019 09h05

Após criticar governadores do Nordeste em café da manhã com correspondentes estrangeiros, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou hoje que há uma tentativa de desinformar e manipular os eleitores nordestinos.

Antes de falar com os jornalistas, o presidente atendeu apoiadores que estavam na entrada do Palácio da Alvorada. Ele chamou os governadores do Maranhão e da Paraíba de "intragáveis".

"Falaram agora que eu estou criticando o Nordeste, você viu? Dois governadores, o do Maranhão e o da Paraíba, é que são intragáveis. Eu tenho tanta crítica ao Nordeste que me casei com uma filha de um cearense", declarou.

Desinformação e manipulação de eleitores

Aos jornalistas, o presidente disse que há um jogo de desinformação. "Eles são unidos. Eles têm uma ideologia, perderam as eleições, tentam o tempo todo, através da desinformação, manipular eleitores nordestinos", disse.

Segundo o presidente, grupos ligados aos governadores da região "acham que o Nordeste é massa de manobra". Bolsonaro ainda afirmou que fez críticas aos governadores do Maranhão e da Paraíba, que "esculhambam" obras federais.

"Eu fiz uma crítica aos governadores do Maranhão e da Paraíba. Vivem esculhambando obras federais, que dizem que são deles, [mas] não são deles, são do povo. A crítica que eu fiz foi aos governadores, nada mais, nada menos, uma crítica de 3 segundos, hein? Em 3 segundos vocês da mídia fazem uma festa", declarou.

Moro sai em defesa do presidente

O ministro da Justiça, Sergio Moro, usou sua conta no Twitter para defender o presidente. Ele afirmou que o governo trata o Nordeste sem preconceito e citou um caso do Ceará, governado pelo PT, como exemplo. "Em janeiro, na crise de segurança do Ceará, o presidente Jair Bolsonaro, primeira semana de governo, não hesitou em autorizar o envio da Força Nacional e da Força de intervenção penitenciária e em disponibilizar vagas em presídios federais para as lideranças criminosas", afirmou em um dos tuítes.

Deputado disse que vai pedir investigação de Bolsonaro

O vice-líder do PCdoB na Câmara, deputado federal Márcio Jerry (MA), anunciou que pedirá à PGR (Procuradoria-Geral da República) que investigue o presidente pelas declarações contra os governadores nordestinos.

Sem saber que era gravado, Bolsonaro faz críticas a governadores

UOL Notícias

Mais Política