Topo

Vereador é agredido ao vivo durante sessão na Câmara de Santa Teresa

Rodrigo Garcia

Do UOL, em São Paulo

14/08/2019 12h18Atualizada em 14/08/2019 14h58

O vereador Bruno Araújo (PV), que preside a Câmara de Santa Teresa (Espírito Santo) foi agredido por um ex-servidor municipal enquanto discursava na sessão de ontem. O incidente foi transmitido ao vivo enquanto o político discursava sobre um projeto de lei.

Enquanto Araújo explicava como funcionaria o empréstimo de R$ 2,5 milhões que a prefeitura gostaria de contratar para custear a instalação de lâmpadas nas vias públicas, ele foi agredido por Gabriel Braun, que estava acompanhando a sessão.

"(...) É em cima de mentira, vergonhoso, pessoas que ficam ali querendo difamar a imagem de outras pessoas dizendo a verdade", dizia Araújo, quando foi interrompido pelas agressões. Aos gritos, Braun demonstrava incômodo por ter sido chamado de "mentiroso".

Em seu perfil no Facebook, Gabriel Braun compartilhou críticas ao projeto que estava sendo debatido. Ele também publicou o vídeo do momento em que ele agride Araújo e destacou que não fica se "manifestando com mentiras nas redes sociais" e que "vai manter a palavra até o fim". Em contato com a reportagem do UOL, Braun explicou por que partiu para a agressão.

"Me senti ofendido pelo fato de o senhor presidente chamar todas as pessoas que se manifestam nas redes sociais de mentirosas, sendo eu também uma delas", ressaltou Braun, que disse ter agido por impulso.

"Não agi da forma correta, mas foi o que me veio no momento de impulso, foi a forma que decidi agir. Não fiquei preocupado em ser detido, jamais deixaria de agir diante das ofensas que foram proferidas ao grupo manifestante."

Após a agressão, Braun foi contido por pessoas próximas e encaminhado ao assento que ocupava, onde permaneceu por mais 20 minutos até deixar o local.

Mais Política