Topo

Dirceu, Vaccari e Delúbio vão a congresso do PT; ex-ministro é aplaudido

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) discursa em congresso do partido em São Paulo - Bernardo Barbosa/ UOL
A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) discursa em congresso do partido em São Paulo Imagem: Bernardo Barbosa/ UOL

Bernardo Barbosa

Do UOL, em São Paulo

22/11/2019 21h49

Condenados por envolvimento em esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-ministro petista José Dirceu e os ex-tesoureiros João Vaccari Neto e Delúbio Soares compareceram hoje ao congresso do PT em São Paulo.

Dirceu foi aplaudido quando anunciado na cerimônia de abertura do congresso do PT. Correligionários gritaram "Dirceu, guerreiro do povo brasileiro". Pouco antes do discurso de Lula, Dirceu se juntou às lideranças de esquerda que estavam no palco da cerimônia de abertura do congresso petista.

Mais cedo, o ex-ministro circulou brevemente entre os presentes ao congresso do PT, e foi cumprimentado por muitos deles.

Vaccari, por sua vez, estava sentado em uma das fileiras reservadas a lideranças petistas no palco cerimônia de abertura do congresso partidário.

A uma cadeira de distância de Vaccari estava outro ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares. Ele já tinha comparecido ao congresso anterior do partido, em 2017.

Dirceu foi solto depois que o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu retomar o entendimento de que uma pessoa só pode ser presa depois de esgotar seus recursos na Justiça.

Ministro da Casa Civil no governo Lula, Dirceu estava preso desde maio, depois de ter sido condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em um processo da Operação Lava Jato. Ele também foi condenado no caso do mensalão.

Já Vaccari estava preso desde 2015, quando foi detido preventivamente. Depois, condenado em segunda instância na Lava Jato, passou a cumprir pena. Ele também foi absolvido em outros processos decorrentes da operação.

Vaccari cumpria pena com tornozeleira eletrônica desde setembro — restrição que deixou de ser obrigado a cumprir depois da decisão do STF sobre o trânsito em julgado.

Delúbio vive situação parecida. Ele chegou a ser preso em 2018 após condenação em segunda instância por lavagem de dinheiro na Lava Jato. Este ano, progrediu para o regime semiaberto, e agora não está mais obrigado a usar a tornozeleira eletrônica. O ex-tesoureiro também foi condenado e preso por envolvimento no mensalão.

Ainda hoje, Lula fará um discurso no congresso do PT. O evento também servirá para eleger a direção do partido, e a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) deve ser reconduzida ao comando da legenda.

Política