Topo

Joice chama Bolsonaro de lobista, mas diz que estará com ele até último dia

Joice Hasselmann (PSL-SP), deputada federal eleita, e o presidente Jair Bolsonaro - Reprodução/Twitters
Joice Hasselmann (PSL-SP), deputada federal eleita, e o presidente Jair Bolsonaro Imagem: Reprodução/Twitters

Do UOL, em São Paulo

03/12/2019 21h22

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) chamou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de "lobista de filho", referindo-se a indicações de Eduardo Bolsonaro, durante entrevista a socialite Val Marchiori, em seu canal no YouTube, hoje à noite.

Apesar das palavras fortes, a ex-líder do governo ressaltou que estará ao lado do presidente até o último dia de seu mandato. (Assista a entrevista, na íntegra, abaixo)

"O [governo] Bolsonaro está, sim [deixando a desejar]. Ele precisa entender que o cargo de presidente é o cargo máximo deste país, e que ele precisa construir essa função de estadista. Ele não é lobista de filho, para ficar indicando o filho para cá e para lá, ou ficar fazendo negociação com o Supremo. Ele é um estadista", disse ela.

"Mas enquanto o presidente defender as pautas que foram defendidas em época de campanha, estaremos juntos. Eu vou ajudar o presidente até o último dia [de mandato], mas não vou passar a mão na cabeça daqueles moleques. Já deu. O Brasil elegeu um presidente e é ele quem tem que governar", completou.

No início de novembro, Bolsonaro deixou o PSL anunciou a intenção de criar uma nova agremiação, o Aliança pelo Brasil, após racha na sigla. A expectativa é que cerca de 30 parlamentares do PSL migrem para o novo partido junto com Bolsonaro.

Para Joice, a criação do Aliança pelo Brasil não passa de uma "enganação".

"Falaram que seis, ou uma dúzia de deputados, iriam para o novo partido. Esse novo partido nem existe. Não foi criado. Isso é meio que uma 'enganação' que foi plantada", avaliou.

Lançada como pré-candidata à prefeitura de São Paulo, nas eleições do ano que vem, Joice não descarta a presidência da República, futuramente.

"Eu não sonho, mas seria uma honra. Eu tenho 41 anos, tenho tempo de vida. Estou à disposição", afirmou.

"Gilmar Mendes virou piada"

Ainda durante a entrevista, Joice Hasselmann avaliou a atuação de cada ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), dentre eles, Gilmar Mendes. Segundo ela, "qualquer bandido" bate no STF à procura dele para a elaboração de habeas corpus.

"Gilmar Mendes virou piada. Até um passarinho preso na gaiola diz: 'Peça habeas corpus para o Gilmar?' Qualquer bandido bate no Supremo [tan-tan-tan], 'Gilmar, e aí?' [É uma fábrica ambulante de habeas corpus", disse ela.

Onde mais ouvir

Você pode ouvir o Baixo Clero em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O podcast está disponível no Spotify, na Apple Podcasts, no Castbox e no Google Podcasts.

Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do "Baixo Clero", é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Política