PUBLICIDADE
Topo

Datafolha: Bolsonaro evita declarar apoio para Prefeitura no Rio em 2020

O presidente Jair Bolsonaro - Adriano Machado/Reuters
O presidente Jair Bolsonaro Imagem: Adriano Machado/Reuters

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

15/12/2019 13h47

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou hoje o resultado da pesquisa Datafolha que apontou o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos) como reprovado por 72% dos eleitores da cidade.

O presidente elogiou Crivella mas disse que não vai revelar nesse momento quem ele pretende apoiar nas eleições municipais do próximo ano.

"Não vou dizer quem vou apoiar, quem não vou. Estou livre, cara. Tô aquele cara solteiro, quer que eu case com alguém agora?", perguntou Bolsonaro.

"Gosto do Crivella, me dou bem com ele. A população que vai decidir quem vai ser o futuro prefeito do Rio", disse o presidente.

Sobre a possibilidade de lançar candidatura pelo próprio partido, ainda em criação, Aliança pelo Brasil, Bolsonaro afirmou que isso dependerá da capacidade do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de implantar a validação de assinaturas digitais para a criação da nova legenda.

"Olha só, o que eu acho difícil, depende da modulação do TSE, se não for possível como eu pretendo a modulação, a gente não vai ter partido, eu vou continuar sem partido, e como você obrigatoriamente tem [que ter] um partido eu não sei como é que vai ficar as eleições municipais do ano que vem com a minha participação ou não", disse Bolsonaro.

Em julgamento no início do mês, os ministros do TSE decidiram que é possível utilizar as assinaturas digitais na criação de novos partidos, mas que a medida depende de regulamentação que ainda não foi criada pelo tribunal.

Não há prazo para que essas regras sejam criadas e ministros da corte eleitoral avaliam como pouco provável que isso seja feito a tempo das próximas eleições.

Política