PUBLICIDADE
Topo

Três dias após furar quarentena, Heleno diz que "já está muito bem"

Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, em Brasília

28/03/2020 09h52

De quarentena pelo coronavírus, o ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, agradeceu hoje o apoio que tem recebido e afirmou que já se sente "muito bem".

A mensagem foi publicada em sua conta no Twitter para comemorar a marca de 500 mil seguidores.

A manifestação de Heleno ocorre três dias depois de o ministro, um dos mais próximos ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), furar a quarentena e participar de uma reunião no Palácio do Planalto.

Posteriormente, o general da reserva minimizou o fato e alegou ter recebido autorização médica para descumprir a orientação do Ministério da Saúde para pessoas que contraíram o Covid-19.

"Não saio de casa. Fui ao Palácio, por três horas, autorizado pelos médicos", justificou-se, também pelo Twitter.

Heleno, que participou da comitiva presidencial aos Estados Unidos no início de março, tem 72 anos e, por isso, é considerado "grupo de risco" —os idosos são os mais vulneráveis aos efeitos do coronavírus.

O ministro realizou o exame clínico para a doença no dia 17 e obteve o resultado positivo no dia 18.

Política