PUBLICIDADE
Topo

Governadores pedem que Bolsonaro adote postura de 'conciliação' na crise

Do UOL, em São Paulo

01/04/2020 14h18

A postura do presidente Jair Bolsonaro na condução da crise do coronavírus ainda gera desconfiança entre os governadores que participaram do UOL Debate de hoje.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), criticou o vídeo que Bolsonaro postou nas redes sociais mostrando um falso cenário de desabastecimento na Ceasa de Minas Gerais.

Leite ainda pediu que Bolsonaro garanta a "conciliação entre a preservação de vidas e de empregos". O desejo de que Bolsonaro seja mais conciliador foi unânime.

O político gaúcho também elogiou o trabalho do ministro da Saúde, Henrique Mandetta e as políticas de distanciamento social.

Por sua vez, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB) alertou para que o presidente tenha atenção com o que fala. "As palavras têm poder e as palavras do presidente têm muito mais poder".

Casagrande também cobrou um discurso "equilibrado" por parte de Bolsonaro.

Já Mauro Mendes (DEM), que governa o Mato Grosso, cobrou liderança do presidente da república.

"Nosso inimigo não é disputas internas (sic). Nosso inimigo é o coronavírus, a grave crise econômica", garantiu.

Coronavírus