PUBLICIDADE
Topo

Lula diz que combate ao coronavírus é 'guerra' e critica atos de Bolsonaro

Ex-presidente Lula - Ricardo Stuckert/Divulgação
Ex-presidente Lula Imagem: Ricardo Stuckert/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

02/04/2020 09h03

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva usou as redes sociais para criticar a postura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a atuação do governo em meio à crise desencadeada pela pandemia do novo coronavírus.

A crítica de Lula envolve, principalmente, o projeto que garante auxílio de R$ 600 mensais para trabalhadores informais, autônomos e MEIs (microempreendedores individuais), anunciado na noite de ontem por Bolsonaro.

"O mesmo governo que diz que não sabe de onde vai tirar os 600 reais pra pagar os trabalhadores, aparece com 200 bilhões pra ajudar os banqueiros. O governo precisa gastar quanto for necessário, inclusive imprimindo dinheiro novo. É uma guerra, nós não temos que ter limite", escreveu o ex-presidente do Brasil em publicação no Twitter.

Não é a primeira vez que Lula cobra atitudes mais enfáticas do governo em relação à crise causada pela covid-19 e diz que é preciso dar garantias financeiras às pessoas, especialmente as mais vulneráveis.

Inicialmente, o governo federal havia proposto uma ajuda de R$ 200 por mês. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), considerou o valor baixo e subiu a quantia para R$ 500. Posteriormente, Bolsonaro disse ao Congresso que aceitava subir o benefício para R$ 600 mensais.

A sanção presidencial saiu dois dias após a aprovação unânime do projeto no Senado, na segunda-feira (30). A votação na Câmara já tinha acontecido na quinta (26) da semana passada.

Coronavírus