PUBLICIDADE
Topo

Doria retribui elogio de Lula a governadores: 'vírus não escolhe ideologia'

João Doria (PSDB), governador de São Paulo - Pier Marco Tacca/Getty Images
João Doria (PSDB), governador de São Paulo Imagem: Pier Marco Tacca/Getty Images

DO UOL, em São Paulo

02/04/2020 08h35

O governador de São Paulo, João Doria Jr (PSDB), retribuiu um elogio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a governadores e prefeitos e disse que não é hora de expor discordâncias em meio à pandemia do novo coronavírus.

Ontem, Lula citou Doria, dizendo que o governador teve que intervir para garantir o fornecimento de máscaras necessárias para a segurança de quem trabalha com o risco de contrair o vírus. Os dois são adversários políticos, sendo que o governador paulista é um crítico frequente dos governos petistas.

"Temos muitas diferenças. Mas agora não é hora de expor discordâncias. O vírus não escolhe ideologia nem partidos. O momento é de foco, serenidade e trabalho para ajudar a salvar o Brasil e os brasileiros", escreveu Doria.

Ontem, o perfil de Lula repercutiu a seguinte frase dita pelo ex-presidente em uma entrevista.

"Nossa obsessão agora tem que ser vencer o coronavírus. Chegamos ao ponto do Doria ter que mandar a PM invadir fábrica pra pegar máscara. A gente tem que reconhecer que quem está fazendo o trabalho mais sério nessa crise são os governadores e os prefeitos", disse Lula.

O elogio de Lula vem um contexto de embate entre o presidente Jair Bolsonaro com governadores e prefeitos que defendem o isolamento social como forma de evitar a disseminação do novo coronavírus. Bolsonaro tem mostrado preocupação com os efeitos da economia e defendido o que é conhecido como isolamento vertical, com proteção a grupos de risco.

A troca de elogios entre os dois se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter na manhã de hoje. O vereador carioca Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, ironizou a situação.

O assunto dividiu opiniões no Twitter. Confira comentários:

Coronavírus