PUBLICIDADE
Topo

Maia diz que fake news é 'coisa de covarde' e repudia perfil falso

31.mar.2020 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) - Cleia Viana/Câmara dos Deputados
31.mar.2020 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) Imagem: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Do UOL, em Brasília

06/04/2020 14h51

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), repudiou hoje um perfil falso no Twitter que usava sua imagem para divulgar fake news. O deputado considerou a atitude "covarde" e fez um fez uma referência indireta à área ideológica do governo Jair Bolsonaro (sem partido).

A postagem a que Maia se referia dizia que ele era contra o uso de fundo eleitoral para combater o novo coronavírus. O presidente da Câmara é constantemente alvo de postagens ofensivas de bolsonaristas.

No mês passado, Maia já tinha sinalizado que não era contra o uso do fundão na Saúde.

"Fake news é coisa de covarde. Criaram uma conta falsa com meu nome para desinformar e mentir. Para esses pistoleiros digo: os cães ladram, mas a caravana passa. Vamos em frente que temos uma crise grave (que eles não acreditam porque a terra é plana e o vírus é conspiração)", escreveu o presidente.

A conta falsa que usa a mesma imagem do perfil original de Maia trocou a letra "d" do nome do presidente por um "b" e estava registada como "RobrigoMaia".

Pela manhã de hoje, o vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) fez uma postagem com um vídeo de Maia que criticava o gabinete do ódio e dizia que era comandado pelo guru ideológico do governo, o autointitulado filósofo, Olavo de Carvalho.

Na postagem, Carlos escreveu "Desse tamanho e ainda tá com fome!".

Coronavírus