PUBLICIDADE
Topo

Política

Esse conteúdo é antigo

Carlos Bolsonaro nega articulação de fake news e acusa mídia de manipulação

18.mar.2019 - O  vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente da Republica, Carlos Bolsonaro (PSL RJ), no Palacio do Planalto - Dida Sampaio / AE
18.mar.2019 - O vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente da Republica, Carlos Bolsonaro (PSL RJ), no Palacio do Planalto Imagem: Dida Sampaio / AE

Do UOL, em São Paulo

25/04/2020 18h56

Carlos Bolsonaro utilizou as redes sociais para negar que esteja envolvido em esquema criminoso de disseminação da fake news.

A Folha de S.Paulo afirmou hoje que o filho do presidente Jair Bolsonaro é investigado em inquérito sigiloso conduzido pelo STF (Supremo Tribunal Federal) por supostamente articular a divulgação de informações falsas na internet.

"E notaram que nunca falam que notícias seriam essas? É muito mais fácil apontar manipulação feita pela grande mídia", declarou o vereador do Republicanos por meio de sua conta oficial no Twitter.

Ainda segundo a Folha, a exoneração do ex-diretor da PF (Polícia Federal) Maurício Valeixo está relacionada ao inquérito do filho do presidente.

A saída de Valeixo levou o ex-ministro Sergio Moro a pedir demissão do Ministério da Justiça nesta sexta-feira (24), com acusações de que o presidente Bolsonaro quer intervir nas investigações da PF.

O inquérito foi aberto em março do ano passado pelo presidente do STF, Dias Toffoli, com o objetivo de investigar o uso de notícias falsas para ameaçar e caluniar ministros do tribunal.

Carlos seria suspeito de ser um dos líderes de grupo que monta notícias falsas e ataca autoridades públicas pela internet.

Política