PUBLICIDADE
Topo

"São Paulo é o estado mais comunista do Brasil", diz dono da Havan

Luciano Hang dono da Havan - Márcia Ribeiro/Folhapress
Luciano Hang dono da Havan Imagem: Márcia Ribeiro/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

22/05/2020 11h41

Dono da rede de lojas Havan, o empresário catarinense Luciano Hang disse que o estado de São Paulo é hoje o "mais comunista do Brasil". Atualmente, 16 das 145 lojas estão fechadas por causa da pandemia do novo coronavírus, sendo 11 delas no estado, governado por João Doria (PSDB).

"Eu sempre falo que o Brasil é um país comunista, onde o poder público quer mandar no cidadão. Aliás, hoje o estado mais comunista do Brasil se chama São Paulo. São Paulo hoje quer mandar na população", afirmou em entrevista à revista Veja.

Hang é apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Desde o início da pandemia, Doria e o mandatário, apontados como possíveis candidatos à Presidência, têm mantido uma relação conflituosa devido a divergências no enfrentamento à covid-19, com troca constante de farpas e acusações.

O empresário rebateu críticas por ter incluído itens como arroz, feijão, e óleo de cozinha em algumas de suas lojas após o início da pandemia. No entanto, em Marília, no interior paulista, um juiz lacrou a loja alegando que a venda de itens de cestas básicas é uma estratégia para burlar as regras de quarentena, que permitem o funcionamento apenas de atividades consideradas essenciais.

"Sou eu que estou tento meu direito afrontado! Eu vendo o que eu quiser dentro das minhas lojas, de acordo com que o registro da minha empresa permite. Eu estaria fazendo sacanagem se tivesse mudado meu contrato social no meio da pandemia, mas sou cadastrado como hipermercado há mais de 30 anos. Se um hipermercado, como o Carrefour, pode vender alimentos, televisão, roupa etc etc, por que não posso vender isso tudo e também alimentos?", questionou.

Hang acrescentou que sempre diz que "adora" uma crise. "E quanto maior ela for, melhor." Segundo ele, houve crescimento, "200%, 300%, em vendas online" no período da pandemia em relação ao ano passado.

Ao dizer que São Paulo é o estado mais comunista, Hang disse que "pararam tudo" quando a maioria das cidades ainda não tinha casos de covid-19 registrados."Isso é coisa de maluco, de incompetente, de quem não sabe administrar. O grande problema não só da Havan, mas do Brasil, é o estado de São Paulo", afirmou.

Questionado sobre o que os governantes ganhariam em "quebrar a economia", o empresário respondeu que "ganham porque a economia elege o presidente".

"Isso é politicagem pura. Se a economia vai bem, cresce a 2,5% ou 3% este ano, mais o mesmo tanto no próximo ano, o emprego aumenta, voltamos ao pleno emprego. Isso tem a ver com eleição. Veja que os estados e municípios não estão pagando as contas até dezembro. Os estados estão ganhando o ICMS que perderam, os municípios estão ganhando o ISS que perderam. Querem o caos econômico para ganhar as eleições", diz.

Política