PUBLICIDADE
Topo

Política

Schelp: Renda Brasil, o inominável, é Lorde Voldemort do governo Bolsonaro

Do UOL, em São Paulo

19/09/2020 04h00

Após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desautorizar o ministro da Economia, Paulo Guedes, ao suspender a implantação do programa Renda Brasil como substituto ao Bolsa Família, o nome do programa foi banido do vocabulário. Situação semelhante ao personagem Lorde Voldemort, da série de livros Harry Potter, segundo relacionou o colunista do UOL Diego Schelp no podcast Baixo Clero #57, apresentado por Carla Bigatto com Carolina Trevisan.

"O que eu acho interessante é que o Renda Brasil é o Lord Voldemort do governo Bolsonaro. Voldemort é aquele vilão das histórias de Harry Potter, em que os personagens se referem a ele como aquele que não deve ser nomeado. Assim como Voldemort, o Renda Brasil não pode ser nomeado. Mas não significa que ele deixou de existir", afirmou. (ouça a partir do minuto 10:50).

Sem orçamento para o programa, que havia sido escolhido como o substituto do Bolsa Família criado na gestão petista, chegou-se a cogitar a desvinculação dos benefícios previdenciários, como aposentadorias e pensões, do salário mínimo. Na prática, isso congelaria o benefício, deixando-os sem reajuste. Bolsonaro reagiu dizendo que teria de dar "cartão vermelho" a quem propusesse tal medida.

Para Schelp, contudo, o projeto pode não estar de todo enterrado, uma vez que pode ser essencial para ainda será levado em consideração, já que Bolsonaro vê na distribuição de renda uma chance de aumentar sua popularidade.

Ele explica, ainda, que Bolsonaro pode ter usado a suspensão do programa como uma jogada para se blindar. O caso, segundo ele, demonstrou a importância do jornalismo. "Se não fosse pela imprensa, esses planos de congelar a aposentadoria não viriam a público e ele não seria obrigado a dar satisfações." (ouça a partir do minuto 5:15).

"O mais provável é que o Renda Brasil reapareça nas mãos de um outro ministro e com outro nome. Talvez esse outro ministro seja o Onyx Lorenzoni [atual chefe da pasta da Cidadania]. Porque o Bolsonaro já entendeu que a redistribuição de renda é a chave para a popularidade dele. Então, dificilmente ele vai largar esse osso assim tão facilmente. (ouça a partir do minuto 11:40).

Para Carolina Trevisan, o fato de o nome de Onyx ser cogitado demonstra um descompasso do governo federal com as medidas voltadas para os mais pobres.

"O Diogo trouxe o Onyx como uma das opções, mas vocês sabiam que o Renda Brasil não estava sendo gestado dentro do Ministério da Cidadania, como sempre foi o Bolsa Família? Ele estava sendo gestado dentro do Ministério da Economia. Por isso essa desconexão. Isso é muito característico desse governo, que não tem vontade política de fazer algo mais voltado para o social e menos para economia. (ouça a partir do minuto 14:50).

Baixo Clero está disponível no Spotify, na Apple Podcasts, no Google Podcasts, no Castbox, no Deezer e em outros distribuidores. Você também pode ouvir o programa no YouTube. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Política