PUBLICIDADE
Topo

Esse conteúdo é antigo

Bolsonaro encontra indicado para o STF em reunião com Toffoli e Alcolumbre

O ministro do STF Dias Toffoli recebe o presidente Jair Bolsonaro em sua residência, em Brasília - 3.out.2020 - Reprodução/CNN Brasil
O ministro do STF Dias Toffoli recebe o presidente Jair Bolsonaro em sua residência, em Brasília Imagem: 3.out.2020 - Reprodução/CNN Brasil

Do UOL, em São Paulo

04/10/2020 08h26

Indicado para ocupar uma vaga no STF (Supremo Tribunal Federal), o desembargador Kassio Nunes Marques teve um encontro com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite de ontem em Brasília. A reunião aconteceu na casa do ministro do STF Dias Toffoli, que deixou a presidência da Corte no início do mês passado. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), também participou do encontro.

Segundo informações do Estadão Conteúdo, a reunião foi para assistir ao jogo entre Palmeiras e Ceará pelo Campeonato Brasileiro de Futebol. Eles também comeram pizza.

Imagens da CNN Brasil mostraram Toffoli e Bolsonaro abraçando-se. Eles não usavam máscara. Já Alcolumbre utilizava o item.

Na saída do encontro, Alcolumbre disse que, na próxima terça-feira (6), haverá uma discussão no Senado sobre o calendário da tramitação da indicação de Kassio Nunes para substituir Celso de Mello, que deixará a Corte este mês. A previsão é que a sabatina do desembargador aconteça a partir de 15 de outubro.

Para que o escolhido de Bolsonaro torne-se ministro do STF será necessário o apoio de 41 dos 81 senadores.

(Com Estadão Conteúdo)

O governo Bolsonaro teve início em 1º de janeiro de 2019, com a posse do presidente Jair Bolsonaro (então no PSL) e de seu vice-presidente, o general Hamilton Mourão (PRTB). Ao longo de seu mandato, Bolsonaro saiu do PSL e ficou sem partido. Os ministérios contam com alta participação de militares. Bolsonaro coloca seu alinhamento político à direita e entre os conservadores nos costumes.