PUBLICIDADE
Topo

Política

Após decisão de ministros do STF, Maia diz que Congresso não deveria parar

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM) - Adriano Machado
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM) Imagem: Adriano Machado

Do UOL, em São Paulo

20/12/2020 12h37

Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara dos Deputados, elogiou a decisão de quatro ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) que optaram por trabalhar durante o recesso. Segundo Maia, o Congresso deveria fazer o mesmo.

"Parabéns aos ministros do STF pela decisão. Continuo defendendo que o Congresso deveria trabalhar no mês de janeiro e organizar uma pauta com o governo. A pandemia e a situação econômica do país exige um esforço maior de todos nós", escreveu o deputado em uma rede social.

O Supremo entra de recesso hoje, o que deixaria o presidente do tribunal, Luiz Fux, responsável pela análise de todos os casos considerados urgentes, inclusive aqueles que estão sob a relatoria dos colegas.

No entanto, pelo menos quatro ministros do STF — Marco Aurélio Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes — comunicaram à presidência do tribunal que vão seguir despachando durante o recesso.

Política