PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Chanceler venezuelano ironiza Bolsonaro sobre falta de oxigênio no AM

Do UOL, em São Paulo

21/01/2021 09h20Atualizada em 21/01/2021 13h04

O Ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, compartilhou ontem em suas redes sociais uma charge ironizando o fato de que justamente o seu país, muito criticado pelo presidente brasileiro Jair Bolsonaro (sem partido), foi acionado para enviar oxigênio aos hospitais durante a crise no Amazonas.

A imagem publicada pelo chanceler venezuelano mostra Bolsonaro segurando uma arma enquanto recebe oxigênio do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. A publicação ainda traz a frase "cada um dá o que tem".

"Melhor explicado impossível. Lições de humanidade", escreveu Arreaza na legenda.

Diante do colapso do sistema de saúde no Amazonas, o governo venezuelano enviou a Manaus cinco caminhões carregados com oxigênio líquido para abastecer hospitais da capital. O comboio chegou na noite da última terça-feira (19).

Além disso, o país vizinho colocou à disposição do governo manauara 107 médicos graduados na Venezuela para ajudar na linha de frente do atendimento aos pacientes com covid-19.

O chanceler venezuelano ainda compartilhou em suas redes uma imagem do jornal "Folha de S.Paulo" que mostra um caminhão com oxigênio chegando a Manaus. Na legenda, Arreaza escreveu: "As voltas que a vida dá".

Política