PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
2 meses

Após Joice ser vista em festa de Lira, Bolsonaro provoca: 'Fica em casa'

Para Bolsonaro, Joice teve uma postura contraditória - Alexandre Neto/Photopress/Estadão Conteúdo
Para Bolsonaro, Joice teve uma postura contraditória Imagem: Alexandre Neto/Photopress/Estadão Conteúdo

Hanrrikson de Andrade

Do UOL, em Brasília

03/02/2021 11h48

Em tom de ironia, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) provocou hoje a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), um dia depois de ela ser vista na festa da vitória do novo chefe da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

"Tinha uma [deputada] aí né... Fica em casa! Olha a vida! Não votou no Lira, e estava na festa do Lira", declarou o governante, na manhã de hoje, em conversa com apoiadores na portaria do Palácio da Alvorada.

Para Bolsonaro, Joice teve uma postura contraditória. Segundo ele, a parlamentar endossava o coro em favor das medidas de restrição, como o isolamento social e a campanha do "fica em casa" —da qual o presidente é enfaticamente contrário.

No entanto, após o triunfo de Lira no pleito realizado no Congresso na última segunda-feira (1º), Joice teria então agido na contramão daquilo que defendia. O alagoano se elegeu com o apoio do Palácio do Planalto.

Além disso, Bolsonaro ironizou o fato de que a deputada eleita por São Paulo votou no adversário de Lira pelo comando da Câmara, Baleia Rossi (MDB-SP), que representava o bloco articulado por Rodrigo Maia (DEM-RJ) e rival do presidente da República.

O chefe do Executivo federal também expôs uma mágoa antiga em relação aos parlamentares do PSL —eleitos em 2018 com na esteira da campanha vitoriosa do então candidato a presidente, mas que no ano seguinte romperam com o governo. Bolsonaro deixou o partido em 2019 depois de um racha interno.

Joice faz parte do grupo que permaneceu na sigla e, posteriormente, passou de ex-aliada a crítica do governo.

"Vamos fazer uma seleção melhor aí. Sem falar nomes", comentou Bolsonaro, em referência a políticos que terão o seu apoio nas eleições de 2022.

Política