PUBLICIDADE
Topo

Política

Esse conteúdo é antigo

ACM Neto critica presença de seu aliado no governo Bolsonaro: 'lamentável'

ACM Neto tenta evitar que João Roma assuma ministério no governo Bolsonaro.   -  Reprodução / Instagram / João Roma .
ACM Neto tenta evitar que João Roma assuma ministério no governo Bolsonaro. Imagem: Reprodução / Instagram / João Roma .

Do UOL, em São Paulo

12/02/2021 20h21

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, disse que a presença do deputado João Roma (Republicanos-BA), seu aliado, no governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é "lamentável". Ele foi nomeado hoje por Bolsonaro para assumir o Ministério da Cidadania.

"A decisão me surpreende porque desconsidera a relação política e a amizade pessoal que construímos ao longo de toda a vida", disse ACM Neto, em nota oficial emitida momentos após a nomeação. Roma foi chefe de seu gabinete entre 2013 e 2018, na prefeitura de Salvador.

"Se a intenção do Palácio do Planalto é me intimidar, limitar a expressão das minhas opiniões ou reduzir as minhas críticas, serviu antes para reforçar a minha certeza de que me manter distante do governo federal é o caminho certo a ser trilhado, pelo bem do Brasil", completou o democrata.

Roma é o primeiro integrante do Republicanos, partido do centrão e que conta com forte presença de evangélicos, a compor o primeiro escalão do governo Bolsonaro.

Deputado federal de primeiro mandato, Roma é próximo ao presidente nacional do DEM. Segundo informação do "Congresso em Foco", parceiro do UOL, ACM Neto tentou convencer o aliado João Roma a desistir de aceitar o posto de ministro da Cidadania. O ex-prefeito de Salvador não queria dar a impressão de que indicou pessoas para cargos no governo de Jair Bolsonaro.

Ao saber na última quarta-feira (10) da escolha do amigo e ex-chefe de seu gabinete para assumir a pasta, Neto ficou insatisfeito e conversou com Roma e com o presidente do Republicanos, Marcos Pereira, para fazer o partido retirar a indicação.

Minutos após a informação sobre a nomeação de Roma, o deputado Rodrigo Maia escreveu: "ACM Neto mostrou hoje o seu caráter".

Os dois trocaram farpas publicamente ao longo da semana, expondo assim um 'racha' dentro do DEM.

Partido apoia nomeação

O presidente nacional do Republicanos, o deputado federal Marcos Pereira, saiu em defesa da nomeação dizendo que Roma é "competente" e "possui brilho próprio".

"Em nome dos Republicanos de todo o Brasil, gostaria de parabenizar o colega de bancada João Roma pela nomeação ao cargo de ministro de estado. É uma honra servir ao país no segundo maior cargo do Executivo Federal. Ele terá total e incondicional apoio do Republicanos", escreveu Pereira, nas redes sociais.

"João Roma é competente, talentoso e tem brilho próprio, por isso foi escolhido pelo presidente para uma grande missão. Seu partido, o Republicanos, no qual ele está filiado há quase 6 anos está honrado pela sua nomeação", concluiu.

Política