PUBLICIDADE
Topo

Política

Rosa Weber envia à PGR notícia-crime de Bolsonaro por indicar cloroquina

Bolsonaro exibe caixinha com cloroquina - Adriano Machado/Reuters
Bolsonaro exibe caixinha com cloroquina Imagem: Adriano Machado/Reuters

Do UOL, em Brasília

21/02/2021 18h33

A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber enviou à PGR (Procuradoria-Geral da República) uma notícia-crime apresentada pelo PDT contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por indicar uso de cloroquina no tratamento do novo coronavírus.

O documento é do dia 11 de fevereiro e foi divulgado hoje pela revista Crusoé. O UOL também teve acesso à decisão da ministra. Com a medida, caberá ao procurador-geral da República, Augusto Aras, decidir se abre ou não a investigação solicitada pelo partido.

No dia 9 de fevereiro, o PDT protocolou a notícia-crime no STF. Na ação, acusam o mandatário de colocar em risco a vida da população por indicar o uso de cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento contra covid-19.

No documento, o partido destacou a produção de 3,2 milhões de comprimidos de ambos medicamentos e sem licitação, feita pelo governo federal.

Os medicamentos não têm comprovação científica de que são eficazes no tratamento da doença.

"Todos os estudos apontaram que o remédio [cloroquina] não interfere no quadro do paciente com o vírus nem reduz chances de contágio. Mesmo diante disso, o Presidente da República e o Ministério da Saúde lançaram campanha para a utilização de tratamento precoce contra a COVID-19, especificamente com a criação do aplicativo "TrateCov", em que se recomendava o uso da cloroquina", informou o documento do partido.

Política