PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

Segundo funcionário de José Serra morre em decorrência da covid-19

Do UOL, em Brasília

11/04/2021 14h52

Um segundo funcionário do gabinete do senador José Serra (PSDB-SP) morreu em decorrência da covid-19, informou sua assessoria.

O assessor Leonel Belini, de 71 anos, morreu nesta madrugada após ser internado por causa da doença. Ele trabalhava no escritório de apoio do senador em São Paulo.

Serra afirmou que a morte de Leonel é "uma perda irreparável para mim e minha equipe". "Junto-me mais uma vez à dor das famílias das mais de 350 mil vítimas brasileiras e rogo que tratemos essa pandemia com o rigor que ela merece. Minhas condolências à família do Leonel. Que Deus lhes dê o conforto nessa hora tão difícil", acrescentou, em nota.

Na última quinta (8), a copeira Maria Aparecida Alves, lotada no gabinete do senador em Brasília, também morreu em decorrência de complicações da covid-19. A funcionária tinha 58 anos.

O marido de Maria Aparecida, conhecido como sanfoneiro Chaguinha, está internado em estado grave, informou a assessoria.

O gabinete de José Serra está fechado desde o ano passado, quando Maria Aparecida deixou de dar expediente presencialmente. A medida de distanciamento social, no entanto, não foi suficiente no caso da copeira, que deixa os filhos Leonardo e Gracieli.

Ainda há outro funcionário do escritório do senador de São Paulo internado e intubado.

Três senadores morreram em decorrência da covid-19

Três senadores morreram de covid-19. O mais recente, Major Olímpio (PSL-SP), chegou a participar de uma sessão remota do plenário, em 3 de março, em seu leito no Hospital São Camilo, em São Paulo. Ele faleceu 15 dias depois, no dia 18. Um assessor de imprensa do senador chegou a ficar em estado grave, mas melhorou e recebeu alta. Ainda assim, se recupera de sequelas da doença.

Os outros senadores vítimas da covid-19 foram Arolde de Oliveira (PSD-RJ), que morreu em 21 de outubro, e José Maranhão (MDB-PB), no início de dezembro. Eles tinham 83 e 87 anos, respectivamente.

Política