PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

Câncer atinge fígado e ossos de Bruno Covas; prefeito retomará imunoterapia

Do UOL, em São Paulo

16/04/2021 16h24

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), vai retomar o tratamento com imunoterapia contra o câncer. Covas foi internado ontem para realizar exames que constataram novos pontos da doença no fígado e nos ossos.

Ele também vai continuar fazendo quimioterapia, tratamento ao qual já vinha se submetendo desde fevereiro. A primeira sessão da nova fase será realizada amanhã.

Segundo boletim médico divulgado hoje, o prefeito "está bem, sem sintomas e apto a prosseguir suas atividades pessoais e profissionais". Ele deve ter alta desta etapa do tratamento no início da próxima semana.

Bruno Covas divulgou as informações em suas redes sociais, acompanhado de uma mensagem de esperança: "Abaixar a cabeça!? De jeito nenhum. Vou seguir lutando. Ainda tenho muito trabalho a fazer", escreveu.

O prefeito é acompanhado pelas equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. David Uip, Dr. Artur Katz, Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer e pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho.

Histórico

Bruno Covas foi diagnosticado em outubro de 2019 com um câncer na cárdia, a região de transição entre o esôfago e o estômago. Na ocasião, foram constatadas também uma metástase no fígado e uma lesão nos linfonodos.

Ao longo de quatro meses, ele passou por oito ciclos de quimioterapia. Em cada sessão ele passava 30 horas recebendo a medicação. Em fevereiro do ano passado, os médicos avaliaram que o tratamento havia sido satisfatório, mas não suficiente e, por isso, ele começou a fazer imunoterapia.

No dia 17 de fevereiro deste ano, um nódulo no fígado foi detectado e a imunoterapia foi interrompida. Na ocasião, os médicos informaram que Covas faria quatro sessões de 48 horas de quimioterapia.

Política