PUBLICIDADE
Topo

Política

Políticos criticam revogação da prisão de Cunha: 'País da impunidade'

Alguns parlamentares ainda atribuíram a Eduardo Cunha a responsabilidade pelo "caos" vivido hoje no Brasil - Wilson Dias/Agência Brasil
Alguns parlamentares ainda atribuíram a Eduardo Cunha a responsabilidade pelo "caos" vivido hoje no Brasil Imagem: Wilson Dias/Agência Brasil

Do UOL, em São Paulo

28/04/2021 17h39Atualizada em 28/04/2021 17h44

Parlamentares governistas e de oposição repercutiram hoje a decisão do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) de revogar a prisão domiciliar do ex-deputado federal Eduardo Cunha. Além de enxergarem o caso como "impunidade", alguns políticos ainda atribuíram a Cunha a responsabilidade pelo "caos" vivido hoje no Brasil, lembrando que ele foi peça-chave para o impeachment de Dilma Rousseff (PT).

"Esse é o efeito Lula! TRF-4 libera Eduardo Cunha da cadeia [sic]. Brasil se tornou o país da impunidade", escreveu o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), fazendo referência à decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que anulou todas as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato.

Cunha estava preso desde outubro de 2016, após ser condenado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, também no âmbito da Lava Jato. Ele teria recebido, em 2011, US$ 1,5 milhão em vantagens indevidas ligadas a um contrato para a exploração de petróleo em Benin. A condenação foi assinada pelo então juiz federal Sergio Moro.

O ex-deputado teve sua prisão convertida em domiciliar em março do ano passado, por ser parte do grupo de risco para a covid-19.

Confira mais reações à revogação da prisão domiciliar de Eduardo Cunha:

Ivan Valente (PSOL-SP), deputado federal

"Bolsonaro se cerca de corruptos notórios, como Roberto Jefferson, então Cunha solto pode ser o novo reforço da tropa de choque. Pena que Cunha não saiba muito bem escapar de CPIs. Foi na investigação da Petrobras que o chefe do centrão se entregou ao negar conta na Suíça."

Arthur do Val (Patriota-SP), deputado estadual e candidato à prefeitura de São Paulo em 2020

"Cunha está livre e a Lava Jato está esfacelada. Lula tem condenações anuladas e o Sérgio Moro é investigado. Bolsonaro fazendo acordo com as piores raposas do centrão para salvar os filhos. O que sonhamos de um país ético e livre de corrupção durou menos que alegria de pobre."

Fernanda Melchionna (PSOL-RS), deputada federal

"Eduardo Cunha teve a prisão revogada pelo TRF-4. Muito curiosa para entender os argumentos da decisão quando forem divulgados. Cunha foi uma peça fundamental no caos que vivemos neste momento no Brasil. Um gângster fora da cadeia: o brasileiro não tem um dia de paz."

Zeca Dirceu (PT-PR), deputado federal

"Um gângster fora da cadeia [sic]. A culpa de tudo que estamos vivendo no Brasil hoje também é de Eduardo Cunha, quando articulou para tirar uma presidente legítima do poder, para atender o interesse dos bancos e dos bilionários brasileiros."

Roberto Jefferson, ex-deputado e presidente nacional do PTB

"Lula foi só o começo. Eduardo Cunha é a continuidade natural. Logo sairão todos os que condenados na Lava Jato que ainda estão presos ou mesmo em prisão domiciliar. Não duvido que Sérgio Cabral [ex-governador do Rio de Janeiro] seja um dos próximos beneficiados. É o saidão do STF. Com as bênçãos de Gilmar [Mendes]."

Política