PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
5 meses

Oposição repercute investigação do STF contra Bolsonaro: 'Grande dia'

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) será investigado por vazar documentos sigilosos da Polícia Federal nas redes sociais - Isac Nóbrega/PR
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) será investigado por vazar documentos sigilosos da Polícia Federal nas redes sociais Imagem: Isac Nóbrega/PR

Do UOL, em São Paulo

12/08/2021 19h07Atualizada em 12/08/2021 19h37

Após o STF (Supremo Tribunal Federal) determinar a abertura de investigação contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por vazar documentos sigilosos da Polícia Federal, a oposição repercutiu a notícia nas redes sociais.

O senador e vice-presidente da CPI da Covid, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), escreveu: 'Grande dia para o combate às fake news'. Bolsonaro já é investigado em outros quatro inquéritos, três no STF e um no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

O deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ), que também é líder da oposição na Câmara, afirmou que "o cerco contra as fake news está se fechando".

Bolsonaro será investigado por divulgar, na semana passada, informações de uma investigação da Polícia Federal sobre um ataque hacker sofrido pelo TSE em 2018. O objetivo era fortalecer sua tese de que houve fraude nas eleições de 2018. As informações compartilhadas por ele, no entanto, não comprovam qualquer irregularidade.

O TSE já se manifestou diversas vezes reiterando que as urnas eletrônicas no Brasil são seguras e auditáveis e que desde sua adoção, não há indícios de fraude ou irregularidades em eleições.

O deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ) disse que o presidente não está acima das leis e "tem que responder por seus crimes". A deputada federal e líder da bancada do PSOL na Câmara, Talíria Petrone, também escreveu que Bolsonaro precisa ser responsabilizado.

O deputado Ivan Valente chamou Bolsonaro de "ladrão de vacina" ao comentar sobre o caso. "O ladrão de vacina quer roubar votos também, mas não vai ter moleza! Fora Bolsonaro golpista!"

Política