PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
15 dias

Mulher e filha de Eduardo Bolsonaro testam positivo para covid

Do UOL, em São Paulo

27/09/2021 12h06Atualizada em 27/09/2021 13h16

A mulher de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Heloísa, e a filha do casal testaram positivo para covid-19 após o deputado federal ser diagnosticado com a doença. Ele integrou a comitiva do chefe do Executivo que viajou a Nova York, nos Estados Unidos, para participar da Assembleia-Geral da ONU (Organização das Nações Unidas).

Em post nas redes sociais, Heloísa Bolsonaro escreveu que ela e a filha de 11 meses estão bem. "No primeiro dia ficamos mal", disse. Heloísa acrescentou que melhorou após tomar ivermectina, azitromicina e hidroxicloroquina —os medicamentos não têm eficácia comprovada contra a covid-19, mas são defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo autoridades de saúde, as medidas mais efetivas são a vacina, o distanciamento social e o uso de álcool em gel. Em nota publicada em julho do ano passado e atualizada em abril, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) afirmou que não há estudos conclusivos que comprovem o uso da ivermectina contra o coronavírus.

Em agosto, a FDA (Agência de Alimentos e Medicamentos) ironizou o uso da ivermectina para o tratamento da covid: "Você não é um cavalo. Você não é uma vaca. Sério, pessoal. Parem com isso". Assim como a Anvisa, a FDA tem o papel de analisar e liberar o uso de medicamentos e vacinas nos Estados Unidos.

É a segunda vez que Heloísa se infecta com a covid. Segundo ela, a filha Geórgia sentiu febre e coriza, mas os sintomas melhoraram.

"Graças a Deus não teve mais febre e está super disposta, se alimentando e brincando", escreveu ela nas redes sociais após ser questionada sobre o estado de saúde da filha. "O tratamento para ela é sintomático. Novalgina para febre, um antialérgico para aliviar a coriza e secreção e bastante lavagem nasal".

Heloísa também disse que ela e Eduardo sentiram muita dor de cabeça, dor no corpo e tiveram coriza, secreção e espirros.

Política