PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Cotada para tentar o Senado por SP, Damares cogita AP e provoca adversários

Colaboração para o UOL, em Alagoas

20/01/2022 10h21Atualizada em 20/01/2022 13h21

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, reagiu à declaração do presidente Jair Bolsonaro (PL) de que pretende lançá-la como candidata ao Senado por São Paulo e aproveitou para cutucar seus adversários políticos no Amapá, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), e em São Paulo, o senador José Serra (PSDB-SP).

Em seu perfil no Twitter, Damares fez uso de um meme sobre sua possível candidatura em São Paulo, em que mostra Alcolumbre "aliviado" por não ter que disputar uma vaga com ela, ao mesmo tempo em que Serra surge "preocupado" — Serra tirou licença do cargo de senador em agosto do ano passado para tratar de Parkinson. O parlamentar ainda não confirmou se concorrerá à reeleição.

Já em outra postagem, a ministra, que já negou que tenha pretensões políticas no Congresso, demonstrou que tem interesse mesmo é pelo Amapá, pois ela "ama os indiozinhos" do estado. Em entrevistas a mídias locais, Davi já manifestou interesse em concorrer novamente ao Senado.

"Mas eu confesso que amo o Amapá. Eu amo meus indiozinhos do Amapá!", escreveu.

Bolsonaro quer Damares disputando por SP

O presidente Jair Bolsonaro (PL) está de olho em São Paulo e quer que dois de seus aliados mais próximos, Damares Alves e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disputem cargos no estado: a primeira como senadora e o segundo ao posto de governador.

"Posso adiantar uma possível senadora por São Paulo. A ministra Damares", disse, mas ressaltou: "Não está batido o martelo não, conversei com a Damares e ela ainda não se decidiu".

Segundo o presidente, Tarcísio Freitas, que aparece como pré-candidato ao governo estadual, "gostou" da possibilidade de ter a colega na disputa estadual.

Na última segunda-feira (17), Damares Alves participou de uma live ao lado do pastor evangélico e ex-deputado federal Fábio Sousa, e disse que, inicialmente, a ideia de sua candidatura era uma brincadeira, mas agora ela está "gostando dessa ideia".

Política