PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Lewandowski arquiva inquérito contra Bia Kicis por racismo

A deputada Bia Kicis foi ouvida no processo - Câmara dos Deputados
A deputada Bia Kicis foi ouvida no processo Imagem: Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

10/05/2022 21h23

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), arquivou o inquérito contra a deputada federal Bia Kicis (PL-DF) por suposto crime de racismo, mas ressaltou que pode ser reaberto em caso de novas provas. A investigação foi aberta em novembro de 2021, atendendo a um pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República).

À época, o vice-procurador-geral, Humberto Jacques de Medeiros, que assinou o pedido da PGR, avaliou que a parlamentar bolsonarista foi racista ao escurecer a pele dos ex-ministros Sergio Moro e Luiz Henrique Mandetta, numa publicação em seu perfil no Twitter, em 2020. No tweet, Bia criticava o processo seletivo de um programa de trainee exclusivo para pessoas negras, realizado pela empresa Magazine Luiza.

"Com a postagem, a deputada praticou, induziu e incitou a discriminação e o preconceito de raça e cor, pois utilizou o recurso denominado 'blackface', que remete ao costume do século 19 de pintar atores brancos de preto, pois não era permitido aos negros atuar no teatro e no cinema, o que se constitui em racismo", disse o vice-PGR em sua representação.

Mas o MPF (Ministério Público Federa) alterou o entendimento sobre o caso após o depoimento da parlamentar. O órgão alterou o crime de racismo para o de injúria simples, e decidiu pelo arquivamento.

Política