Conteúdo publicado há 2 meses

Lula telefona para governador de Alagoas e escala Alckmin para crise

O presidente Lula (PT), que está em Dubai para a COP 28, falou com o governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB), sobre o colapso da mina da Braskem para extração de sal-gema em Maceió que está sob risco de desabar. Ele escalou o vice-presidente e o presidente em exercício, Geraldo Alckmin (PSB), para lidar com o caso.

O que aconteceu

O UOL apurou que o presidente fez uma ligação para Dantas em meio à crise em Alagoas. A área da mina em Maceió em alerta para colapso teve novo tremor na madrugada deste sábado (2).

Há a expectativa de Lula e o governador alagoano se encontrarem quando o chefe do Executivo voltar de viagem. Mas ainda não há a confirmação da data.

A reunião pode acontecer no Rio de Janeiro, assim que Lula retornar de viagem. Ele deve deixar os Emirados Árabes no domingo e pousará na capital carioca na terça (5), onde recepcionará os chefes de Estado do Mercosul, na cúpula que será realizada em 7 de dezembro.

Enquanto Lula não chega, Alckmin é o responsável por atuar em nome do governo federal. De acordo com a assessoria de Dantas, o governador de Alagoas já tem uma reunião marcada com Alckmin no dia 5, mas em Brasília.

O bairro de Mutange teve mais de mil abalos sísmicos entre 19 e 24 de novembro, disse o diretor da Defesa Civil Nacional, Paulo Falcão. Além da quantidade elevada de abalos, observou-se que a profundidade dos sismos se tornava mais rasa, indicando uma possível movimentação da cavidade em direção à superfície

Após a prefeitura de Maceió decretar emergência, a Justiça Federal ordenou que os moradores do bairro próximo ao local deixassem suas casas. Pelo menos 200 mil pessoas foram afetadas pelo desastre até hoje.

Nas redes sociais, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), cobrou "amparo urgente" do governo federal. No Twitter, disse que solicitou aos órgãos responsáveis a viabilização de recursos e "a edição de medida provisória que garantam à prefeitura de Maceió condições de atendimento aos moradores".

Continua após a publicidade

A ausência de Lula tem sido criticada por políticos bolsonaristas nas redes sociais. O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), um dos filhos do ex-presidente Jair Bolsonaro, disse que enquanto há um eminente desabamento em Alagoas, "Lula faz turismo nos Emirados Árabes".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora