Topo

Dois americanos e um alemão ganham Nobel de Medicina

Do UOL, em São Paulo

07/10/2013 06h42Atualizada em 07/10/2013 08h57

Os cientistas James E. Rothman e Randy W. Schekman, dos Estados Unidos, e o Thomas C. Südhof, da Alemanha, ganharam, conjuntamente, o Prêmio Nobel da Medicina 2013, anunciou nesta segunda-feira (7) a instituição.

Os três foram premiados por suas descobertas sobre o sistema de transporte no interior da célula, para que "as moléculas sejam transportadas ao local correto da célula no momento adequado", destacou o Comitê Nobel.

Suas descobertas tiveram um enorme impacto na compreensão da forma como a carga é entregue dentro e fora da célula e têm implicações nos trabalhos sobre diversas doenças, incluindo distúrbios neurológicos e problemas imunológicos, assim como o diabetes.

Ganhadores do Nobel de Medicina nos últimos 10 anos

2013James E. Rothman (Estados Unidos), Randy W. Schekman (Estados Unidos) e Thomas C. Südhof (Alemanha)
2012Shinya Yamanaka (Japão) e John B. Gurdon (Grã-Bretanha)
2011Bruce Beutler (Estados Unidos), Jules Hoffmann (França), Ralph Steinman (Canadá)
2010Robert Edwards (Grã-Bretanha)
2009Elizabeth Blackburn (Austrália-Estados Unidos), Carol Greider e Jack Szostak (Estados Unidos)
2008Harald zur Hausen (Alemanha), Françoise Barré-Sinoussi e Luc Montagnier (França)
2007Mario Capecchi (Estados Unidos), Oliver Smithies (Estados Unidos) e Martin Evans (Grã-Bretanha)
2006Andrew Z. Fire (Estados Unidos) e Craig C. Mello (Estados Unidos)
2005Barry J. Marshall (Austrália) e J. Robin Warren (Austrália)
2004Richard Axel (Estados Unidos) e Linda B. Buck (Estados Unidos)

Os três cientistas premiados com o Nobel "descobriram os princípios moleculares que regem a forma como esta carga é entregue no lugar correto da célula no momento adequado", explicou o júri.

James E. Rothman, nascido em 1950 em Massachusetts, trabalha no departamento de biologia da Universidade americana de Yale.

Seu colega Randy W. Schekman nasceu em 1948 em Minnesota e trabalha na Universidade americana de Berkeley, no departamento de biologia celular.

O cientista alemão Thomas C. Südhof nasceu em 1955 na cidade de Göttingen e trabalha na Universidade americana de Stanford.

Os ganhadores do prêmio recebem oito milhões de coroas suecas (US$ 1,3 milhão), a mesma quantidade que no ano passado mas 20% menos que em 2011. Em 2012, os agraciados com o Nobel foram o britânico John B. Gurdon e o japonês Shinya Yamanaka.

O prêmio foi anunciado às 10h30 locais (6h30 no horário de Brasília).

Ao longo desta semana serão anunciados os ganhadores do Nobel de Física (terça-feira), Química (quarta-feira), Literatura (quinta-feira) e da Paz (sexta-feira).

A edição deste ano dos prêmios se encerra na próxima segunda-feira (14), com o de Economia.

A entrega dos Nobel acontece, de acordo com a tradição, em duas cerimônias paralelas, em Oslo para o da Paz e em Estocolmo para os restantes, no dia 10 de dezembro, coincidindo com o aniversário da morte de Alfred Nobel. (Com AFP e Efe)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias