PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Brasil tem 48.954 mortos e 1.032.913 casos oficiais

Guilherme Gandolfi/Futura Press/Estadão Conteúdo
Imagem: Guilherme Gandolfi/Futura Press/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

16/03/2020 18h23Atualizada em 23/06/2020 21h28

O Ministério da Saúde contabiliza, até a noite de hoje, dia 19 de junho:

  • 1.032.913 casos oficiais de infecção pelo novo coronavírus no país;
  • 48.954 mortes em razão da covid-19;
  • Taxa de letalidade de 4,7%; e
  • 507.200 recuperados (estimativa oficial).

As informações estão de acordo com a última atualização oficial de casos no Brasil. Entre os números oficiais do governo federal e a quantidade real de infectados e de mortos em decorrência da doença pode haver um abismo — e há alguns motivos para essa discrepância.

  1. Estima-se que até 80% dos infectados por coronavírus tenham sintomas leves e podem não perceber que estão doentes -- e, portanto, não procurar o sistema de saúde para fazer exame
  2. Nem todos pacientes estão sendo testados. Em muitas cidades, apenas os grupos de risco -- idosos e portadores de doenças crônicas -- estão sendo submetidos aos exames. O procedimento não é exclusivo do Brasil: muitos países, inclusive desenvolvidos, reservam testes apenas aos casos mais graves. A explicação? Como não há remédio específico para coronavírus, não há diferença no tratamento entre quem tem a doença ou uma gripe comum, então muitos países consideram mais inteligente do ponto de vista do uso de recursos testar apenas os casos que requeiram internação.
  3. Nos EUA, um estudo estima que o número de infectados seja até cinco vezes o dado oficial.

O estado de São Paulo é o que registra o maior número de casos oficiais da covid-19 no Brasil, com um total de 211.658, seguido por Rio de Janeiro (93.378) e Ceará (89.863).

São Paulo é o que soma mais mortes, 12.232, com taxa de letalidade de 5,7%. Rio de Janeiro vem na sequência, com 8.595 mortes (9,2% de letalidade), seguido de Ceará, com 5.460 mortes (6,0% de letalidade).

A maior concentração de casos está na região Sudeste. Nela se encontram 35,2% dos registros de brasileiros que testaram positivo para a doença.

O maior pico de novos casos de coronavírus foi registrado hoje, dia 19 de junho. Já o maior número de mortes registradas em um intervalo de 24h foi 1.473, entre os dias 3 e 4 de junho.

Casos oficiais por região (ordenada por onde há mais):

  1. Sudeste: 364.230, 35,2% do total
  2. Nordeste: 360.418, 34,8% do total
  3. Norte: 202.623, 19,6% do total
  4. Centro-Oeste: 57.948, 5,6% do total
  5. Sul: 47.694, 4,6% do total

Casos oficiais por estado (ordenado por onde há mais casos):

  1. São Paulo: 211.658 casos, 12.232 mortes (5,7% de letalidade)
  2. Rio de Janeiro: 93.378 casos, 8.595 mortes (9,2% de letalidade)
  3. Ceará: 89.863 casos, 5.460 mortes (6,0% de letalidade)
  4. Pará: 80.072 casos, 4.469 mortes (5,5% de letalidade)
  5. Maranhão: 68.500 casos, 1.645 mortes (2,4% de letalidade)
  6. Amazonas: 61.683 casos, 2.624 mortes (4,2% de letalidade)
  7. Pernambuco: 49.720 casos, 4.102 mortes (8,2% de letalidade)
  8. Bahia: 43.922 casos, 1.305 mortes (2,9% de letalidade)
  9. Paraíba: 35.093 casos, 724 mortes (2,0% de letalidade)
  10. Espírito Santo: 33.142 casos, 1.265 mortes (3,8% de letalidade)
  11. Distrito Federal: 30.902 casos, 396 mortes (1,2% de letalidade)
  12. Alagoas: 26.906 casos, 848 mortes (3,1% de letalidade)
  13. Minas Gerais: 26.052 casos, 600 mortes (2,3% de letalidade)
  14. Amapá: 19.922 casos, 348 mortes (1,7% de letalidade)
  15. Rio Grande do Sul: 18.587 casos, 423 mortes (2,2% de letalidade)
  16. Sergipe: 17.808 casos, 426 mortes (2,3% de letalidade)
  17. Santa Catarina: 16.322 casos, 234 mortes (1,4% de letalidade)
  18. Rio Grande do Norte: 16.039 casos, 693 mortes (4,3% de letalidade)
  19. Rondônia: 14.353 casos, 391 mortes (2,7% de letalidade)
  20. Goiás: 14.027 casos, 281 mortes (2,0% de letalidade)
  21. Paraná: 12.785 casos, 419 mortes (3,2% de letalidade)
  22. Piauí: 12.567 casos, 435 mortes (3,4% de letalidade)
  23. Acre: 10.987 casos, 292 mortes (2,6% de letalidade)
  24. Mato Grosso: 8.353 casos, 309 mortes (3,6% de letalidade)
  25. Tocantins: 7.956 casos, 159 mortes (1,9% de letalidade)
  26. Roraima: 7.650 casos, 239 mortes (3,1% de letalidade)
  27. Mato Grosso do Sul: 4.666 casos, 40 mortes (0,8% de letalidade)

Ainda não há cura nem vacina para prevenir a covid-19.

Este conteúdo foi gerado pelo sistema de produção automatizada de notícias do UOL e revisado pela redação antes de ser publicado.

Coronavírus