PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Só 1 em cada 10 casos de coronavírus no país vai para internação hospitalar

Alex Tajra

Do UOL, em São Paulo

17/03/2020 18h33

Entre os 291 casos do novo coronavírus no Brasil, 28 estão hospitalizados —-o equivalente a apenas um entre dez infectados. A informação consta no boletim diário divulgado pelo Ministério da Saúde.

Hoje, a pasta confirmou a primeira morte relacionada à covid-19: um homem de 62 anos, com problemas de coração e diabetes, que vivia em São Paulo.

O percentual de hospitalizados reflete, na prática, o posicionamento que médicos infectologistas tem divulgado desde o começo da pandemia. A despeito de sua alta transmissibilidade, o vírus que provoca a covid-19 tem letalidade relativamente baixa, e apenas uma minoria dos contaminados vai apresentar os sintomas graves da doença.

Modelos matemáticos desenvolvidos por pesquisadores são capazes de calcular o grau de transmissão de uma doença e assim podem ajudar a determinar medidas de contenção e cura. O novo coronavírus tem grau de contágio entre 2 e 3, que é considerado moderado —ou seja, uma pessoa infectada pode contaminar entre dois e três pessoas.

A título de comparação, o sarampo, último grande surto que atingiu o Brasil, tem nível entre 12 e 18, considerado muito alto.

Além de menos contagiosa, o novo coronavírus tem letalidade de aproximadamente 3,4% do total de infectados, segundo estimou a OMS em 3 de março. É um valor equivalente ao da dengue (3,8%), por exemplo, mas maior que do sarampo (0,2%) e da gripe comum (0,1%).

Coordenador do Centro de Contingência do Covid-19 no estado de São Paulo (unidade da federação que abriga a maioria dos casos), o médico David Uip afirmou que trabalha com cenários que envolvem a contaminação de 1% a 10% da população com mais de 50 anos no estado.

Dentro deste recorte, ele avalia que a proporção de casos graves deve ficar na casa dos 20%. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de metade dos casos do novo coronavírus são de pessoas com mais de 40 anos:

  • 40 a 49 anos - 50 contaminados
  • 50 a 59 anos - 45 contaminados
  • 60 a 69 anos - 34 contaminados
  • maior que 69 anos - 12 contaminados

Transmissão local e comunitária

Nos últimos dias, houve uma transformação no cenário do novo coronavírus no Brasil. Até o dia 12, todos os casos confirmados eram de pessoas que haviam viajado para o exterior. Agora, há casos de transmissão local (quando é possível relacionar o doente a um caso confirmado) e transmissão comunitária (quando não é possível identificar o vínculo epidemiológico).

O primeiro caso diagnosticado no Brasil, por exemplo, foi de um homem que viajou à região da Lombardia, na Itália.

  • Casos importados - 166 (57%)
  • Transmissão local - 92 (32%)
  • Transmissão comunitária - 25 (12%)

O Ministério da Saúde ainda investiga a cadeia de transmissão em sete casos, seis deles no Distrito Federal e um em Sergipe.

Nas áreas de transmissão comunitária, o ministério elencou algumas medidas para prevenção, como a redução do deslocamento para o trabalho, a redução do fluxo urbano, o estímulo ao home-office, antecipação de férias das escolas públicas e privadas e monitoramento diário das UTI's (Unidades de Terapia Intensiva) que estão recebendo pacientes com confirmação ou suspeita da covid-19.

Saúde