PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Hospital onde ocorreram mortes por covid-19 em SP viveu terça de tensão

Entrada do hospital em que ocorreram as quatro mortes em São Paulo - Felipe Pereira
Entrada do hospital em que ocorreram as quatro mortes em São Paulo Imagem: Felipe Pereira

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

18/03/2020 21h42

A unidade do Hospital Sancta Maggiore no bairro do Paraíso, em São Paulo, onde ocorreram pelo menos três mortes por covid-19 estava às moscas nesta quarta-feira (18).

Sobravam poltronas na recepção e a tela de senhas não se mexia. Mas o clima de tranquilidade era só fachada. Funcionários que não quiseram se identificar contaram que o clima é de preocupação por causa do coronavírus. Uma enfermeira explicou: "Aqui é tudo corona. Casos confirmados ou suspeitos".

Os acompanhantes não querem muita conversa, mas não conseguem disfarçar o medo. Uma mulher ligava para o médico de confiança porque a mãe estava internada com suspeita de covid-19. Fez exame para verificar a oxigenação no sangue, e os parâmetros não foram os ideais. "Mas está tudo bem", falou ao médico com tom de quem quer se convencer.

Em seguida, acionou o WhatsApp para avisar o restante da família. Vai esperar o resultado do exame de máscara no rosto. Quem chega de cara limpa logo recebe uma máscara e ouve um pedido polido para que a coloque.

O hospital pertence à rede Prevent Senior que, como o nome sugere, atende pessoas idosas. O chão, as paredes e o balcão de atendimento lembram um hotel. Uma porta de ferro delimita o acesso de quem não é paciente, acompanhante ou funcionário. Atrás dela, fica a triagem, a emergência e os consultórios.

Uma funcionária que falou em condição de anonimato comentou que todos estão focados no coronavírus. Ela está preocupada em ficar doente e levar o problema para casa. Ressaltou que na semana passada todos tiveram contato com pacientes que testaram positivo.

O boletim do Santa Maggiore enviado hoje informava que são 36 infectados e 12 internados na UTI. Funcionários que apresentam sintomas de gripe, sem importar qual tipo, são dispensados. O segurança do período da noite chegou falando "beleza?".

Com pelo menos duas mortes anunciadas na terça no local, o segurança ouviu que o dia não estava nada bom. Ele lamentava sacudindo a cabeça quando uma médica pediu para virar-se porque a máscara não estava bem fixada. O Sancta Maggiore tem polidez, estrutura, e muito álcool em gel. Só não tem paz.

Coronavírus