PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Covid-19: 4 agentes de prisões são afastados, e um pavilhão é isolado em SP

Gatsi/iStock
Imagem: Gatsi/iStock

Flávio Costa

Do UOL, em São Paulo

19/03/2020 21h25

Pelo menos quatro funcionários do sistema prisional do estado de São Paulo foram afastados por suspeita de contágio por covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Em Bauru, no interior, um pavilhão foi isolado após uma visitante ter sido diagnosticada com a enfermidade.

Oficialmente, os funcionários afastados aguardam o resultado de exame.

Um deles, na cidade de Flórida Paulista, teve contato com pessoa cujo exame deu positivo para coronavírus, está afastado em casa e não apresentou queixas quanto à saúde.

Os demais tiveram sintomas semelhantes ao da doença (que também coincidem com os da gripe). São eles:

  • Um agente do Centro Hospitalar Penitenciário, na capital, que foi carregado pelos colegas. De acordo com o sindicato da categoria (Sinfuspesp), o teste deu positivo, mas a informação não foi confirmada pela SAP (Secretaria de Administração Penitenciária).
  • Um funcionário do Centro de Detenção Provisória I de Pinheiros, zona oeste de São Paulo.
  • Um servidor do Centro de Detenção II de Pacaembu, interior do estado. Um preso da unidade prisional também é suspeito de portar coronavírus.

Diante dessa situação, o prefeito de Pacaembu, Maciel do Carmo Colpas, proibiu familiares de presos de entrarem e se hospedarem no município. Está também a proibida a entrada de ônibus e carros que fazem transporte dos visitantes dos detentos.

Pavilhão isolado em Bauru

A visita de uma mulher de 27 anos diagnosticada com o coronavírus levou a SAP a colocar em isolamento presos de um pavilhão do CPP I (Centro de Progressão Penitenciária) de Bauru, interior de São Paulo.

Moradora de Ribeirão Preto (SP), a paciente começou a sentir mal-estar pouco depois de visitar um dos detentos.

O CPP I de Bauru é uma unidade prisional para detentos do regime semiaberto. Com capacidade de 1.710 vagas, abriga 2.409 presos — uma superlotação carcerária de 69%.

Maior sistema prisional do país

O sistema prisional de São Paulo é o mais populoso do país, com mais de 324 mil detentos, de acordo com a SAP.

"Mesmo o reeducando se apresentando assintomático, ele e demais presos do pavilhão em que ele se encontra estão isolados e a equipe de saúde da unidade está monitorando constantemente os reeducandos", afirmou a SAP, em nota ao UOL.

Na segunda-feira, pelo menos 1.379 presos fugiram de quatro presídios paulistas durante rebeliões contra decisão judicial que suspendeu a saída temporária de mais de 34 mil detentos em regimes abertos e semiaberto. A medida foi tomada para evitar risco de contágio pelo coronavírus. Até as 9h de hoje, 724 fugitivos haviam sido recapturados.

Coronavírus