PUBLICIDADE
Topo

Minas Gerais estuda criar mil leitos para atender pacientes com covid-19

18.mar.2020 - População utilizando máscaras de proteção durante pandemia do coronavírus em Belo Horizonte - Gledston Tavares/Frame Photo/Estadão Conteúdo
18.mar.2020 - População utilizando máscaras de proteção durante pandemia do coronavírus em Belo Horizonte Imagem: Gledston Tavares/Frame Photo/Estadão Conteúdo

De UOL, em São Paulo

23/03/2020 09h52

O Estado de Minas Gerais pode criar mil leitos para atender pacientes infectados pelo novo coronavírus. O centro de exposições e congressos Expominas, em Belo Horizonte, é um dos locais que podem ser usados como hospital temporário, segundo o governador de Minas Gerais, Romeu Zema.

Em entrevista à rádio Itatiaia, Zema afirmou que vários locais estão sendo analisados como possibilidade para atender aos pacientes da covid-19, doença respiratória causada pelo novo vírus.

"Estão sendo analisado locais em Belo Horizonte e vale lembrar que nós vamos precisar também de alguns locais no interior. Está sendo feita uma análise em todo estado, tanto para atender pessoas da região metropolitana como para atender diversas regiões do interior, pois as pessoas teriam dificuldade para se deslocar até aqui", afirmou o governador.

Zema também afirmou que algumas mudanças, como isenção de tarifas sociais da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) e Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais), estão sendo estudadas.

Coronavírus