PUBLICIDADE
Topo

Rapaz com sintomas de covid-19 morre, e mãe critica demora em diagnóstico

Thomas Imo/Photothek via Getty Images
Imagem: Thomas Imo/Photothek via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

24/03/2020 11h02

Um jovem músico de 26 anos faleceu no último sábado no Rio de Janeiro após apresentar sintomas parecidos com o da covid-19. O diagnóstico do rapaz veio tardiamente e a sua morte acendeu um alerta na cidade, já que ele não fazia parte do grupo de risco, segundo a sua mãe.

A engenheira de 54 anos contou que o filho começou a apresentar sintomas no dia 15 de março. Foi até o hospital alguns dias depois, foi medicado e dispensado. Ela até procurou laboratórios que fizessem o teste de detecção do coronavírus, mas não conseguiu agendar nada em nenhum dos locais.

Para ela, a falta de diagnóstico da covid-19 contribuiu para a morte do filho. "Acabei de cremar o corpo do meu caçula, um jovem saudável. A falta de diagnóstico levou meu filho. Se tivesse antes a confirmação da infecção pelo coronavírus, talvez ele pudesse ser salvo", afirmou a engenheira ao site da Época.

De acordo com a mãe do músico, o filho estava em dia com a sua saúde e não apresentava doenças crônicas. No dia 15 de março, ele acordou sem apetite e com mal-estar. Mais tarde, apresentou febre de 38 graus.

Por quatro dias, o jovem se tratou em casa com analgésicos. Não vendo muita melhora, foi até o Hospital Badim, localizado na zona norte do Rio. Lá o rapaz recebeu medicação e foi liberado. No sábado (21), o seu quadro piorou. Ele voltou ao hospital, foi entubado e passou a respirar com ajuda de aparelhos. Ele faleceu após uma parada cardíaca.

"Meu filho não estava no chamado grupo de risco. Não fumava. Na primeira vez que deu entrada no hospital, foi vista uma mancha pequena no pulmão. Na segunda, ele já estava com 50% da capacidade respiratória comprometida", contou a engenheira à reportagem.

O Hospital Badim afirmou para o site da Época que todos os esforços para salvar o paciente foram feitos e que o exame para a detecção do vírus foi realizado no último sábado. Antes disso, o quadro do jovem já estava sendo considerado suspeito para a doença.

Um amigo do jovem, segundo o site Extra, afirmou que ele chegou a reclamar principalmente de falta de ar. A última postagem pública do músico em uma rede social foi justamente um pedido para que as pessoas ficassem em suas casas como forma de combater a propagação do novo vírus.

Coronavírus