PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Paulistanos não poderão escolher cemitérios onde enterrar parentes

Enterro no Cemitério Vila Formosa, o maior de São Paulo - Felipe Pereira
Enterro no Cemitério Vila Formosa, o maior de São Paulo Imagem: Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

28/04/2020 15h45

Se a média de enterros na cidade São Paulo aumentar para 400 por dias, os familiares não poderão mais escolher em quais cemitérios seus entes queridos serão enterrados.

A decisão da prefeitura foi anunciada no último sábado e faz parte do plano de contingenciamento feito para enfrentar a pandemia.

Atualmente, a taxa de sepultamentos na capital paulista está 100 por dia. A exceção é caso a família tenha jazigo privado ou túmulo sob concessão da prefeitura

Três cemitérios da cidade irão receber os corpos: Vila Formosa (zona leste), São Luiz (zona sul) e Vila Nova Cachoeirinha (zona norte).

Depois de um ano, familiares poderão pedir a exumação do corpo e transferência para outro cemitério. A medida valerá também para pessoas que vivem na região metropolitana, mas que sejam enterradas em São Paulo.

Além disso, a partir de agora, empresas privadas também poderão exercer serviços funerários, inclusive cremação. A empresa só precisa estar cadastrada no Serviço Funerário do Município de São Paulo. Os preços (de caixões e outros serviços) serão livres.

Coronavírus