PUBLICIDADE
Topo

SP teria 950 mil casos sem medidas de isolamento, diz chefe de comitê

Dimas Covas, durante coletiva sobre o coronavírus - Deyvid Edson / Estadão Conteúdo
Dimas Covas, durante coletiva sobre o coronavírus Imagem: Deyvid Edson / Estadão Conteúdo

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

27/05/2020 14h44

Chefe do Comitê de Contingência no Combate ao Coronavírus em São Paulo, Dimas Covas defendeu as medidas de isolamento adotadas durante a pandemia de covid-19. Segundo dados apresentados por ele hoje, o estado teria atualmente 950 mil casos sem a quarentena.

"Sem medidas, chegaríamos em torno de um milhão de casos. Estamos com 84 mil neste momento. Isso mostra quão efetivas foram as medidas de isolamento. Essas medidas são as únicas ferramentas contra a pandemia. Não temos medicamentos contra o vírus. O isolamento é a única forma de colocarmos o vírus fora de circulação", afirmou.

Ainda de acordo com os dados do governo, as medidas de isolamento salvaram 65 mil vidas em São Paulo.

"O esforço de cada um de nós, do isolamento, da utilização das máscaras, da higiene pessoal, da conscientização de cada um de nós, poupou 65 mil vidas. Esse é nosso esforço. É dolorido? É. Nos afasta de quem amamos? Sim. Mas significa que estamos salvando a vida de cada um desses", disse Dimas Covas.

São Paulo é considerado o epicentro da pandemia no Brasil. De acordo com o último levantamento feito pelo ministério da saúde, o estado tem 86.017 casos oficiais e 6.423 mortes.

Coronavírus