PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Rio vai flexibilizar isolamento na semana que vem: veja o que reabre

31.mai.2020 - Movimentação intensa no calçadão da praia de Ipanema, apesar da recomendação de isolamento - ELLAN LUSTOSA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO
31.mai.2020 - Movimentação intensa no calçadão da praia de Ipanema, apesar da recomendação de isolamento Imagem: ELLAN LUSTOSA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

Igor Mello

Do UOL, no Rio

01/06/2020 13h01

O governador Wilson Witzel (PSC) irá publicar nas próximas horas, em edição extraordinária do Diário Oficial, um decreto flexibilizando as regras de isolamento social no Rio de Janeiro a partir da próxima segunda-feira (8). As novas normas irão permitir a reabertura de shoppings centers, restaurantes, além da prática de exercícios ao ar livre.

A decisão de flexibilizar as normas de isolamento ocorre em um momento em que a pandemia de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, segue em curva ascendente no estado. Witzel implantou as normas de isolamento em 13 de março, determinando o fechamento de centros comerciais, bares, restaurantes e estabelecimentos não essenciais, além de proibir aglomerações e eventos públicos. Também foram vetados cinemas, teatros e visitação a pontos turísticos.

O novo decreto preverá as seguintes regras para a reabertura:

  • O comércio de rua poderá abrir normalmente, obedecendo normas que ainda serão definidas pelo governo do estado;
  • Bares e restaurantes poderão voltar a servir refeições em seus salões, respeitando o limite de 30% de sua capacidade;
  • Shoppings centers irão reabrir, limitando a capacidade dos estacionamentos, quiosques e praças de alimentação a 50% do total;
  • Será liberada a prática de exercícios ao ar livre, preferencialmente perto de casa;
  • As unidades do Detran voltarão a operar, respeitando um isolamento mínimo de 1 metro entre os usuários;

Continuam proibidas até 21 de junho as seguintes atividades:

  • As aulas presenciais em escolas e creches
  • O funcionamento de academias e estabelecimentos similares
  • O lazer em praias, lagoas, rios e piscinas públicas; permitindo apenas a prática individual de exercícios físicos na orla
  • A realização de eventos com concentração de pessoas, como eventos esportivos, shows, salões e casas de festa, comícios, carreatas, manifestações, eventos científicos, entre outros

Reabertura acontece em meio a alta de casos

Dados divulgados pela SES (Secretaria Estadual de Saúde) neste domingo (31) mostram que o Rio fechou o mês de maio com 53.338 casos confirmados e 5.334 mortes. No fim de abril, o estado tinha apenas 9.453 casos e 854 óbitos por covid-19.

Os preparativos para adequar a rede de saúde pública ao aumento de demanda causado pela pandemia também falharam: em meio a escândalos de corrupção que atingiram diretamente Witzel, o Rio inaugurou apenas um dos sete hospitais de campanha planejados — e a unidade do Maracanã, única em funcionamento, funciona com capacidade abaixo da prevista.

A contratação da OS (Organização Social) Iabas para implantar e administrar as unidades para pacientes com coronavírus é o foco das investigações do MPF (Ministério Público Federal) e do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) sobre o governo Witzel.

Errata: o texto foi atualizado
Diferente do que foi informado, a nova regulamentação permite a prática de exercícios físicos nas praias do Rio. A informação foi corrigida

Coronavírus