PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Doria promete cancelar compra de respiradores caso entrega atrase

O governador de São Paulo, João Doria, anuncia medidas de enfrentamento ao coronavírus em coletiva de imprensa - Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo
O governador de São Paulo, João Doria, anuncia medidas de enfrentamento ao coronavírus em coletiva de imprensa Imagem: Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

05/06/2020 13h26

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse hoje que vai cancelar a compra de respiradores fabricados na China caso a entrega atrase. Uma reportagem publicada hoje pela Folha de S.Paulo diz que uma das fabricantes avisou o governo paulista que a previsão é que os equipamentos só cheguem ao Brasil em setembro.

"Os números dos novos respiradores não dependem da China. Quero lembrar que a manifestação da empresa não significa a do governo. Se não forem entregues até o dia 30 de julho, a compra será cancelada e o valor deve ser devolvido pela empresa ou pela intermediária. Não interessa receber após 30 de julho", afirmou.

Segundo a reportagem da Folha, o governo já pagou R$ 242 milhões pelos respiradores, que são fundamentais para a criação de novos leitos de UTI. A intermediária já teria feito o pedido de um novo prazo de entrega.

Novos respiradores

O governador também anunciou a chegada de 977 novos respiradores. Os equipamentos, que foram entregues ontem, não têm relação com a compra efetuada na China. De acordo com Doria, outros 700 serão entregues até o fim da próxima semana.

Com isso, a rede pública de São Paulo terá mais de 1,6 mil novos leitos de UTI disponíveis no combate à pandemia de covid-19.

Coronavírus