PUBLICIDADE
Topo

Covid-19: Brasil passa de 58 mil mortes, diz consórcio; alta de 727 em 24 h

Do UOL, em São Paulo

29/06/2020 19h10

Com a adição de 727 novas mortes confirmadas em decorrência da covid-19, o total de óbitos causados pela doença no Brasil chegou a 58.385 no país, aponta levantamento do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte. Segundo o Ministério da Saúde, são 58.314 mortes, 71 a menos do que o levantamento dos jornalistas.

Foram 25.234 novos casos nas últimas 24 horas, segundo o consórcio, que contabiliza 1.370.488 infectados desde o início da pandemia — quase 3 mil a mais do que o dado divulgado pelo governo federal.

Nas últimas 24 horas, o governo federal também somou 24.052 novos casos da doença. Com os dados atualizados, o total é de 1.368.195 de infectados. O país ainda tem aos menos 757.462 casos recuperados e 552 mil em acompanhamento, segundo dados do Ministério da Saúde.

A pandemia nos estados

Sergipe atingiu hoje o maior número de mortos em 24h desde o início da pandemia. Com 33 mortes notificadas desde ontem, o estado já contabiliza 653 vítimas da covid-19 e é o 15º com mais óbitos no país.

Comparando os dados desta segunda-feira (29) com os da semana passada (22), o número de novas mortes diminuiu no Norte (23%), Sudeste (13%) e Sul (5%) —- o que levou os números totais do país a diminuir 2,81% em relação a sete dias atrás. No Centro-Oeste, esse índice foi 8,22% maior para esse mesmo período e no Nordeste, 8,86%.

Normalmente, os números divulgados às segundas-feiras são os menores da semana em razão do represamento de resultados de exames durante o sábado e o domingo.

Os dados de hoje confirmam o Centro-Oeste e o Sul como as regiões em que há maior crescimento percentual de óbitos no país. Em uma semana, o número de vítimas no Centro-Oeste aumentou 39,29% e no Sul, 31,18%.

Os três estados em que o número de mortes mais cresceu nesse período são Mato Grosso do Sul (53,19%), Mato Grosso (41,12%) e Goiás (34,57%).

Pela contagem do governo, o Sudeste segue em primeiro colocado tanto em casos (475.989) quanto em óbitos (26.807), com o Nordeste logo atrás, com 469.602 diagnósticos e 18.923 óbitos.

Na sequência estão a região Norte (257.723 infectados e 9.412 mortes), Centro-Oeste (92.840 casos e 1.653 mortes) e o Sul (72.041 casos e 1.519 mortes).

Veículos se unem em prol da informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro (sem partido) de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa e assim buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes recentes de autoridades e do próprio presidente colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Errata: o texto foi atualizado
A versão inicial do texto indicava uma inversão no número de casos e mortes na região Norte. A informação foi corrigida.

Coronavírus