PUBLICIDADE
Topo

Campo Grande entra em zona de alto risco para a transmissão da covid-19

Barreira sanitária na cidade de Campo Grande-MS para evitar a propagação do novo coronavírus - Reprodução/Facebook
Barreira sanitária na cidade de Campo Grande-MS para evitar a propagação do novo coronavírus Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

09/07/2020 15h44

O município de Campo Grande (MS) entrou na zona vermelha, de alto risco para a transmissão da covid-19, segundo o mapa do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança na Economia), que obriga a cidade a realinhar o número de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e reforçar barreiras sanitárias. A zona é apenas uma antes da preta, de grau extremo, que obriga o lockdown.

Hoje, foram diagnosticados novos 233 casos do novo coronavírus, chegando a 3.812. A incidência é 425 casos da doença a cada 100 mil habitantes. Já foram registrados 28 óbitos pelo novo coronavírus, em balanço da Secretaria Estadual de Saúde.

O órgão afirma que o município falha no rastreio de casos confirmados e na insuficiência de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para as equipes de saúde nos próximos 30 dias.

Ainda é apontado que Campo Grande não reduziu a mortalidade por SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), e nem controlou os casos confirmados e suspeitos da covid-19 entre profissionais de saúde nas últimas duas semanas.

A taxa de ocupação de leitos está em 87% na macrorregião de Campo Grande, onde 9 a cada 10 unidades está ocupada. A Secretaria confirma que 87 pessoas estão internadas na capital com o novo coronavírus.

Coronavírus