PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

São Paulo registra 1.289 casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas

Número de casos no estado desde o ínicio da pandemia é de 628.415; ontem, eram 627.126 casos - Rahel Patrasso
Número de casos no estado desde o ínicio da pandemia é de 628.415; ontem, eram 627.126 casos Imagem: Rahel Patrasso

Do UOL, em Sâo Paulo

10/08/2020 13h31

O estado de São Paulo registrou 1.289 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas. No mesmo período, 37 óbitos foram contabilizados em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Os dados foram apresentados pelo secretário de Saúde do estado, Jean Gorinchteyn, em entrevista coletiva realizada hoje no Palácio dos Bandeirantes, zona sul da capital paulista.

Desde o início da pandemia, São Paulo já diagnosticou 628.415 casos do coronavírus — ontem, o número era de 627.126. Além disso, foram 25.151 óbitos, contra 25.114 de ontem.

O índice de ocupação de UTIs em todas as cidades paulistas é de 59,1%. Ao todo, são 5.427 pacientes internados em UTIs, com 7.086 pacientes em enfermarias.

Nos balanços do governo paulista, a 32ª semana epidemiológica - encerrada no sábado (8) e iniciada no domingo anterior (2) - registrou 1780 óbitos. O número é inferior aos das semanas epidemiológicas 29 (1945) e 30 (1870), mas superior à 31ª semana (1719).

O secretário Jean Gorinchteyn explicou o crescimento é decorrente de análises de dados das semanas que apontaram um aumento recente no número de casos.

"Todas as vezes que a gente faz análises compiladas dos dados, a gente avalia semanas epidemiológicas. Tivemos, há mais de duas semanas, uma elevação do número de casos de internação em UTIs na capital e no interior — principalmente em alguns municípios do interior. Com isso, a gravidade de alguns pacientes que vieram a ser acolhidos naquele sistema de saúde acabaram evoluindo de forma mais desfavorável, elevando o número de óbitos e impactando nas estatísticas que acabam ocorrendo agora. São pessoas que tiveram internação pregressa, mas que vieram a falecer ao longo da semana, por isso aumentando as estatísticas nessa semana epidemiológica", afirmou o secretário.

Coronavírus