PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Coronavírus: Brasil registra 398 mortes em 24h e chega a 120.896 óbitos

O Brasil registrou 398 mortes por causa do novo coronavírus em 24 horas - Amanda Perobelli/Reuters
O Brasil registrou 398 mortes por causa do novo coronavírus em 24 horas Imagem: Amanda Perobelli/Reuters

Do UOL, em São Paulo

30/08/2020 18h22Atualizada em 31/08/2020 08h31

O Brasil registrou 398 mortes por causa do novo coronavírus em 24 horas, de acordo com os dados de hoje do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte. No total, o país tem 120.896 óbitos.

Foram registrados 15.151 novos casos da covid-19, o que leva a 3.862.116 infectados no Brasil.

A média móvel de mortes, que calcula a média de óbitos diários com base em registros feitos nos últimos sete dias, aponta 875 óbitos por dia.

Conforme o levantamento feito pelo consórcio, 12 estados e o Distrito Federal tiveram desaceleração na média móvel de mortes pela doença na variação de 14 dias, enquanto três apresentaram alta.

Entre as regiões, o Nordeste apresenta desaceleração de -19% e o Sul, de -21% na variação de 14 dias em razão da doença provocada pelo novo coronavírus. As outras mantiveram estabilidade do índice: Centro-Oeste (-6%), Norte (-8%) e Sudeste (-3%).

Veja a oscilação nos estados:

  • Aceleração: AP, RJ e TO
  • Estabilidade: BA, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PI, RO, RS e SP
  • Queda: AC, AL, AM, CE, DF, ES, PB, PE, PR, RN, RR, SC e SE

Dados do governo federal

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, o Brasil somou mais 366 mortes em 24 horas, totalizando hoje 120.828 mortos.

Segundo o Governo Federal, 16.158 novos casos da doença foram registrados, o que leva o total para 3.862.311 contaminados no país.

A pasta informa ainda que 3.031.626 pessoas se recuperaram da covid-19 no Brasil, enquanto outras 709.857 estão em acompanhamento.

Covid-19 chega a todas as cidades de São Paulo

Depois de mais de seis meses, o novo coronavírus chegou a todas as 645 cidades do Estado de São Paulo. Santa Mercedes, no extremo oeste paulista, entrou para o boletim da Secretaria estadual de Saúde hoje, com a confirmação de um caso.

Entre o primeiro caso, registrado na capital em 26 de fevereiro, e o último município a ter um caso registrado, hoje, 803.404 pessoas foram contaminadas e 29.978 morreram em todo o estado, segundo os dados oficiais.

Nova etapa de testagem para coronavírus no Rio

Amanhã, será iniciada a quarta etapa da testagem rápida para covid-19 em comunidades do Rio de Janeiro. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai levar a ação à Mangueira, ao Complexo do Borel, ao Jacaré, ao Jacarezinho, ao Santo Cristo e à Gamboa, onde 3,2 mil moradores deverão ser testados ao longo da semana. O trabalho segue até sexta-feira (4).

A metodologia é baseada na escolha aleatória de áreas e moradores da comunidade. O sorteio das microáreas a serem percorridas é realizado pelas equipes da Atenção Primária. As áreas já estão mapeadas pela Estratégia de Saúde da Família.

Durante a ação, os agentes vão de casa em casa e oferecem o teste. Somente um membro da família é escolhido em cada residência. Nesse caso, a escolha é feita com a participação dos moradores. O teste rápido é aplicado na própria casa com a coleta de uma gota de sangue. O resultado, segundo a SMS, sai na hora.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes recentes de autoridades e do próprio presidente colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Coronavírus