PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Esse conteúdo é antigo

Belo Horizonte veta bebida alcoólica em bares em recuo da flexibilização

Homem usa máscara de proteção em Belo Horizonte (MG) -  LUIDGI CARVALHO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Homem usa máscara de proteção em Belo Horizonte (MG) Imagem: LUIDGI CARVALHO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

04/12/2020 10h07

Decreto (nº 17.484) publicado hoje pela Prefeitura de Belo Horizonte proíbe o consumo de bebida alcoólica em bares, restaurantes e lanchonetes a partir do dia 7 de dezembro.

A decisão é parte de uma serie de medidas que recuam na flexibilização da quarentena devido ao aumento de casos e internações por covid.

O texto diz que a decisão do prefeito Alexander Kalil (PSD) deve-se às " sistemáticas dos indicadores epidemiológicos e de capacidade assistencial realizadas pelo Comitê de Enfrentamento à Epidemia da Covid-19".

O decreto também autoriza a realização de eventos de iluminação e decoração natalina da cidade desde que não provoquem aglomerações.

"Fica autorizada a realização de eventos de iluminação e decoração de Natal e caravanas comemorativas, desde que, sem divulgação prévia e sem potencial de atração de público, mediante licenciamento específico", diz o artigo 4º do documento.

Nessa nova fase de restrições, apenas atividades de condicionamento físico (academias e outros centros), clubes de serviço e lazer, cinemas, museus e galerias de arte não tiveram horários reduzidos.

Até último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, na tarde de ontem, a capital mineira tem 55.039 casos de coronavírus e 1.675 mortes causadas pela doença.

Saúde